Notícias do Sindicato

FUNDAÇÃO NÉOS: UMA CAIXA PRETA QUE OS TRABALHADORES NÃO QUEREMFUNDAÇÃO NÉOS: UMA CAIXA PRETA QUE OS TRABALHADORES NÃO QUEREM

Intersindical Neoenergia foi ao Rio de Janeiro na quinta-feira, dia 13 de setembro, para a entrega da pauta unificada e dar continuidade a discussão da PLR 2018 com a direção da Holding. Porém, diante das informações recebidas sobre a criação de forma sorrateira de uma fundação única, chamada Néos, feita a revelia dos trabalhadores, inclusive contando já com a aprovação da PREVIC no dia 30/07/2018, trouxe indignação à bancada dos trabalhadores que de forma dura cobrou esclarecimentos dessa ação perniciosa da Neoenergia.

Para a representação dos trabalhadores essa traição mostra que não existe uma relação de confiança entre as partes, já que a Intersindical desconhecia até então essa ação e jamais compactuaria com a criação de uma fundação para todos os trabalhadores do Grupo por defender o fortalecimento da Celpos, Faelba e Fasern, e acreditar que uma nova fundação seria uma caixa preta, que agradaria somente aos acionistas e demais investidores do mercado, mas que os trabalhadores não querem.

Diante desse ataque frontal aos fundos de pensão dos trabalhadores, os dirigentes reunidos deliberaram por realizar um seminário com companheiros (as) eleitos para as fundações, de diretores da Associação Nacional dos Participantes de Fundo de Pensão (ANAPAR), parlamentares e assessorias jurídicas dos sindicatos. O objetivo deste encontro, em data ainda a ser definida em Recife, é discutir medidas preventivas de proteção aos trabalhadores participantes (ativos) e assistidos (aposentados e pensionistas).

Os dirigentes presentes na reunião, Paulo de Tarso (CNU), Pedro Damásio (SINTERN), José Fernandes (SINTERN), Pompeu Henrique (SINDURBPE), Josenildo Rodrigues (SINDURBPE) e Dailton Cerqueira (SINERGIA-BA) foram firmes na sua posição de rechaçar qualquer mudança nas fundações, já que elas representam a manutenção da dignidade do futuro dos participantes e assistidos.

5 Comentários

Deixe uma resposta