Notícias do Sindicato

IBERDROLA fez gestão do terror na COSERN

Demissões após demissões, os trabalhadores da COSERN são submetidos a um clima de terror imposto pela IBERDROLA. Desde que o grupo espanhol assumiu o controle acionário da Neoenergia não se faz nem se pensa em outra coisa na Empresa além de desligar seus empregados.

Demissões após demissões, os trabalhadores da COSERN são submetidos a um clima de terror imposto pela IBERDROLA. Desde que o grupo espanhol assumiu o controle acionário da Neoenergia não se faz nem se pensa em outra coisa na Empresa além de desligar seus empregados.

Não se trata de trabalhadores que tiveram desempenho aquém do esperado pela COSERN. Pelo contrário, eram empregados exemplares com uma vida de serviços prestados para a Empresa, de excelente postura profissional.

Quando estes estão prestes a adquirir estabilidade pré-aposentadoria pelo Acordo Coletivo de Trabalho são sumariamente demitidos. A direção do SINTERN cobra da IBERDROLA uma postura mais humana, ética e transparente em suas ações, principalmente na condição de sua política de Recursos Humanos.

Não é admissível que a falta de critério adotado para as demissões imponha tamanha aflição nos trabalhadores. Os Recursos Humanos da COSERN/IBERDROLA simplesmente não existe. O Setor de Recursos Humanos da COSERN/ IBERDROLA tem que melhorar muito para ficar péssimo.

Deixe uma resposta