Notícias do Sindicato

INTERSINDICAL ESCLARECE ITENS DA PROPOSTA ALCANÇADA

Após apresentação da proposta, trabalhadores tiveram dúvidas sobre itens que serão levados à votação

REAJUSTE SALARIAL: INPC 3,89% – Retroativo à Out/2020
PISO SALARIAL – Reajuste 4,0% – R$ 1.508,00
TICKET – Reajustado em 4% – 23×41,60 – R$ 956,80
ABONO – 2020: R$ 2.337,52
2021: transformar abono em Cesta Básica, creditando 12x de 194,79, no Cartão do Vale Alimentação. Total R$ 1.151,59.
EMPRÉSTIMO EMERGENCIAL R$ 3.000,00, sem considerar a margem, descontado em 10x, a partir de março de 2021.
PCCS – A Neoenergia não aceita negociar – *Intersindical vai Judicializar
ESTABILIDADE – Manter texto do ACT atual, 30 meses
NÉOS – Incluir texto do Aditivo do ACT e cumprir o que foi acordado
PERICULOSIDADE – Reunião com área de segurança e sindicato
HOMOLOGAÇÃO – Renovar Carta Compromisso
MULTA FGTS – Aplicar a Legislação vigente
PLR – Carta Compromisso para início das conversas em janeiro de 2021

Após a divulgação do nosso último informativo notamos nos diversos grupos de WhatsApp que alguns trabalhadores não entenderam ou não se sentiram contemplados no conjunto das informações. Desta forma, a Intersindical resolveu esclarecer de forma mais didática para todos tomarem suas decisões nas assembleias esclarecidos e cientes das realidades.

REAJUSTE SALARIAL – O reajuste salarial representa o INPC do período de 01/10/2019 à 30/09/2020.
Será retroativo à outubro de 2020, pago na folha de dezembro. Será aplicado à toda categoria, inclusive os
executivos. Recompõe a perda salarial do período.

PISO SALARIAL – Proposta de reajustar em 4%, passando para R$ 1.508,00. Foi o item de maior
discussão entre as bancadas. Chegou a travar as discussões já que Intersindical foi incisiva na defesa
deste item. A Neoenergia inicialmente não queria sequer reajustar o piso. Após intensa negociação, foi possível
assegurar um reajuste com ganho real. Importante destacar que: A INTERSINDICAL MANTEVE SUA
PROPOSTA DE IGUALAR O PISO AO DA ELEKTRO DE R$ 1.678,34. NÃO HAVENDO CONSENSO ENTRE AS
BANCADAS SOBRE O PISO SALARIAL.

TICKET ALIMENTAÇÃO – Reajustar em 4%. Serão 23×41,60 – totalizando o valor de R$ 956,80.

ABONO – Pela proposta da Neoenergia, o abono será da seguinte forma: 2020: R$ 2.337,52 – Corresponde ao valor do último acordo, reajustado pelo INPC, pago integralmente de forma pecuniária. 2021: Transformar abono em Cesta Básica, creditando 12 parcelas de 194,79, no Vale Alimentação.
*Somado ao valor do Vale Refeição de R$ 956,80, o valor final será de R$ 1.151,59 mensal no Cartão
Alimentação.

EMPRÉSTIMO EMERGENCIAL – R$ 3.000,00, sem considerar a margem, descontado em 10 parcelas, a partir de março de 2021. O valor pode ser solicitado já em dezembro.

ESTABILIDADE – Pela proposta alcançada, a estabilidade pré aposentadoria seguirá com 30 meses. Com o mesmo texto do ACT atual.

PERICULOSIDADE – A intersindical buscou evolução neste item, mas a Neoenergia se manteve inflexível. Na negociação, a proposta alcançada será a garantia de uma reunião com área de segurança das empresas e com
os sindicatos de cada estado para analisar os profissionais que podem estar atuando em atividades periculosas, mas por avaliação das empresas não recebem o Adicional. Caso seja constatado o direito ao Adicional e a empresa se nege, o sindicato vai judicializar.

PCCS – Mesmo com o grande esforço da Intersindical, a Neoenergia se recusou em discutir a questão do PCCS. Sem consenso, a Intersindical comunicou à holding que vai judicializar o PCCS.

NÉOS – A proposta será de incluir texto do ACT a redação já existente no Aditivo que consta no ACT atual. A Neoenergia se compromete em cumprir o que foi acordado no Termo de Compromisso.

MULTA DE FGTS – A proposta prevê a aplicação da Legislação vigente. PLR – Assegurado uma Carta Compromisso que prevê o início das negociações sobre a PLR em janeiro de 2021.

DEMAIS CONSIDERAÇÕES

ABONO – A transformação do Abono em Cesta Básica foi uma imposição da Neoenergia. A Intersindical relutou, já que o abono representa um benefício histórico que garante ao trabalhador um fôlego financeiro para as despesas de início de ano. A proposta prevê que em em 2021, o valor do abono atual R$ 2.337,52 seja pago em 12 parcelas no Vale Alimentação.

Para garantir o valor de desafogo financeiro que o abono representa, a Intersindical conseguiu assegurar uma antecipação de PLR de R$ 2.000,00, em dezembro de 2021. Este valor será abatido posteriormente da PLR a ser paga em abril 2022. Exemplo: caso o trabalhador tenha uma PLR total R$ 8.000,00, receberá antecipadamente em dezembro/2021 R$ 2.000,00 e, em abril/2022, os R$ 6.000,00 restantes.

DATAS DE PAGAMENTO – Em caso de aprovação da proposta, os pagamentos estão previstos da seguinte forma:
Abono: 11/12/2020
Diferenças salariais e retroativos – 23/12/2020
Empréstimo Emergencial – 25/01/2021 (Jan/2021) – 25/02/2021 (Fev/2021)*
* A solicitação deve ser feita a partir de 11/12/2020

É HORA DE DECIDIR: ASSEMBLEIAS VIRTUAIS NOS
ESTADOS A PARTIR DO DIA 01/12/2020.

Deixe um comentário