Lula citará conquistas em pronunciamento de 1º de Maio
28 de abril de 2010 | Autor: O Estado de São Paulo
Fonte: O Estado de São Paulo

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva resolveu antecipar para quinta-feira a veiculação, em rede nacional de rádio e televisão, do pronunciamento do Dia do Trabalhador, que é comemorado em 1º de maio. Lula, segundo auxiliares, optou pela antecipação porque sábado é um dia de baixa audiência na televisão, e ele quer apresentar para a população, no último discurso aos trabalhadores antes de deixar o governo, fatos que considera conquistas de sua administração.

No pronunciamento, gravado esta manhã na Biblioteca do Palácio da Alvorada, Lula apresentará como conquistas o número de empregos criados num período (2008/2009) em que o mundo foi assolado pela maior crise econômica das últimas décadas, os ganhos do salário mínimo e a recuperação da economia. No feriado de 1º de Maio, Lula comparecerá às comemorações das centrais sindicais CUT e Força Sindical, em São Paulo.

Em rede de rádio e TV, o presidente dirá que o Brasil, apesar de enfrentar a maior crise desde 1929, superou e gerou, em 2009, 995 mil empregos. O presidente destacará que a tendência de ampliação do número de empregos está sendo mantida em 2010, tanto que, no primeiro trimestre deste ano, já surgiram 650 mil novos postos de trabalho com carteira assinada. Lula dirá que esse resultado, de acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, é "recorde".

Nos sete minutos do pronunciamento à Nação, Lula fará um balanço de sua administração e listará benefícios concedidos aos trabalhadores nos últimos sete anos. O presidente afirmará que o Brasil retomou a trajetória de crescimento da economia, deixando a crise para trás, e que as previsões para os próximos anos são otimistas.

Mencionará ainda a recuperação do salário mínimo em todos os anos de seu governo e exaltará os ganhos dos trabalhadores e aposentados. Lula não abordará, porém, a atual polêmica em relação ao reajuste para os benefícios dos aposentados que ganham acima de um salário mínimo.