Omissão da direção da CHESF favorece interesses excusos
26 de maio de 2010 | Autor: SINDURB/PE
Fonte: SINDURB/PE

Em nome da disciplina hierárquica e governamental, a direção da CHESF silencia sobre o que está acontecendo, sobre a “puxada de tapete” na empresa.
Desta forma, o Nordeste fica sem saber das manobras excusas que estão levando ao aniquilamento da CHESF. Neste grave episódio (sobre o esvaziamento da empresa e perda da liderança no consórcio), quando formos contar a história da CHESF, o que será contado sobre o papel desta diretoria da empresa? 
Temos que perguntar os motivos que levaram a Eletronorte a assumir a liderança do consórcio? Por que a Eletronorte não entrou logo no início, na formação do consórcio e disputa do leilão? A CHESF venceu o leilão por seus próprios méritos (diferencial econômicofinanceiro e know how que nenhuma outra empresa do setor elétrico federal tem a apresentar) e agora leva uma “rasteira” da Eletrobras.
Reconhecemos que a Eletronorte deveria participar do projeto, afinal desenvolveu os estudos, porém por quê na liderança? Que interesses estão por trás de tudo isto?