Debate sobre Centrais Sindicais divide opiniões
01 de junho de 2010 | Autor: SINTEST
Fonte: SINTEST

A manhã desta terça-feira (01) começou de forma intensa. Isso porque, conforme a programação, o debate foi em torno das centrais sindicais, tema sempre bastante polêmico. Na mesa de debates, representações da Conlutas, Intersindical e CUT. Coordenando o debate, a mesa diretora composta por Manoel Euflausino e Nilberto Galvão. Nilvan Rodrigues, representante da Conlutas faz um breve histórico sobre a criação da central...

...lembrando que o estopim para a criação da mesma foi a postura do governo Lula, desde a reforma da previdência.

 

 

Fala que a diferença entre a Conlutas e a CUT se dá principalmente no apoio que essa central dá ao sistema como um todo (leis e justiça) , que para ele é falido. (Escute aqui o áudio da sua avaliação)

Santino Arruda, representante da Intersindical ressalta que os movimentos sindicais sempre enfrentaram dificuldades e lembra que as centrais foram criadas para fortalecer o movimento. Defende que deve haver uma separação clara entre recursos do governo, patrões e sindicatos. Reforça que de maneira alguma as centrais devem ser instrumentalizadas por partidos, discordando de forma veemente da institucionalização. (Ouça o áudio dessa exposição)

Ari de Santos Azevedo, membro da diretoria executiva da CUT/RN fez questão de lembrar as lutas da CUT, como a redução da carga horária de trabalho. Sobre as críticas ao atrelamento das centrais a instituições e partidos, Ari diz que não há problema nenhum nesse tipo de articulação. Para ela, a fragmentação do movimento sindical é um equívoco. (Escute essa intervenção aqui)

Após os debates da manhã, os delegados se encaminharam ao restaurante do Dunas Shopping, localizado na Av. Engenheiro Roberto Freire, na altura de Capim Macio. Os trabalhos do congresso retornaram às 14h30.