Previdência:Número de trabalhadores informais que foram legalizados ainda é pequeno
13 de agosto de 2010 | Autor: regiaonordeste.com
Fonte: regiaonordeste.com


13/08/2010 - 08:00:00 - Da Redação     Esta notícia foi lida 156 vezes
       
Cabeleireiros, manicures, mototaxistas, costureiras e outros profissionais que trabalham por conta própria são o alvo do programa.
 
     
O programa empreendedor individual, que foi lançado oficialmente em julho de 2009, obteve até agora o registro de 450 mil pessoas.

No entanto, a intenção do governo federal é de cadastrar cerca de 10 milhões de trabalhadores informais.

Cabeleireiros, manicures, mototaxistas, costureiras e outros profissionais que trabalham por conta própria são o alvo do programa.

A ideia é levar para a formalidade esses trabalhadores e assim garantir a oportunidade de ter uma conta bancária e acesso a financiamento.

O ministro da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas, disse que além desses atrativos o principal benefício da formalização é o direito a proteção previdenciária, como auxílio-doença e licença-maternidade.

O presidente do Sebrae, Paulo Okamoto, disse que o principal empecilho do programa empreendedor individual é a falta de informação.


O Ministério da Previdência Social e o setor de empreendimento devem realizar eventos e campanhas para divulgar e estimular os trabalhadores informais a se legalizarem.