PREVI é o 25º fundo de pensão do mundo em patrimônio
13 de setembro de 2010 | Autor: Previ
Fonte: Previ

PREVI avança 20 posições no ranking e tem seu patrimônio valorizado em mais de 60%, segundo lista dos 300 maiores fundos de pensão do mundo

De acordo com a pesquisa conduzida pela publicação americana especializada em previdência complementar, Pensions & Investments, os 300 maiores fundos de pensão do mundo retomaram o crescimento após a crise de 2008 e tiveram seus ativos valorizados em 8,2%, passando a administrar recursos da ordem de US$ 11,3 trilhões. Os dados da última apuração referem-se ao ano base de 2009. A pesquisa é publicada anualmente, no mês de setembro.

Para Ricardo Flores, presidente da PREVI, “a colocação no ranking traduz o trabalho consistente desenvolvido pela equipe da PREVI, ao gerir com zelo e eficiência o patrimônio dos associados. Ter atingido essa posição nos motiva e aumenta ainda mais nossa responsabilidade em manter essa trajetória ascendente”.

PREVI

A PREVI, que na última edição estava em 45º lugar, avançou 20 posições no ranking e passou para 25º, melhor classificação desde a primeira pesquisa, mantendo-se como maior fundo da América Latina. Diferente da maioria dos fundos de pensão da lista, que segundo a matéria publicada pelo jornal americano, tiveram ganho aquém dos níveis pré-crise, a PREVI teve uma valorização de 60% em seu patrimônio, passando de US$ 50,3 bilhões, em 2008, para US$ 81,74 bilhões, em 2009.

Em 2007, a PREVI ocupava o 34ª posição do ranking, mas, devido à crise econômica, assim como a maioria dos fundos, caiu na classificação. Segundo a Pensions & Investments, a retomada do crescimento é justificada pelo aquecimento dos mercados acionários mundiais, pelas iniciativas governamentais econômicas implementadas em todo o mundo e pela valorização de algumas moedas frente ao dólar.

O líder da lista continua sendo o fundo japonês Government Pension Investment1, com patrimônio de US$ 1,315 trilhão, seguido pelo Government Pension Fund-Global, da Noruega, que administra US$ 475,859 bilhões e o holandês, ABP, com US$ 299,873 bilhões em recursos administrados.

Fonte: Previ