Greve dos eletricitários pode se estender até a eleição
14 de setembro de 2010 | Autor: Click ABC
Fonte: Click ABC

O Sindicato dos Eletricitários de São Paulo, realiza várias assembleias em rejeição da proposta da AES Eletropaulo. Ao todo são 30 assembleias para deliberação sobre a proposta do Acordo Coletivo dos Trabalhadores (ACT), o qual o Sindicato não concorda, e para decretação de greve de 24 horas a partir da zero hora no dia 24 de setembro.

A AES Eletropaulo tem o pior acordo entre as empresas do setor elétrico, caso ela não avance nos itens - gratificação de férias, o incentivo a aposentadoria e extensão a licença maternidade - o STIEESP também fará greve nos dias que antecedem e no dia da eleição, 3 de outubro.

Não há avanços da empresa em relação ao acordo. A Eletropaulo é a maior distribuidora de energia da América Latina, e consequentemente vem lucrando muito. Ela registrou o lucro de R$ 465 milhões no segundo trimestre deste ano, mais de 200% comparado ao um ano antes.

O Sindicato realizou até agora 25 assembleias e faltam 5 para finalizar o encaminhamento de plano de lutas. Até agora foram 2.121 participantes, votaram a favor do Sindicato 1.976 trabalhadores e apenas 59 contra, 17 assembleias tiveram votação unânime - os trabalhadores rejeitam a proposta da AES Eletropaulo. A última assembleia ocorrerá no Sindicato dos Eletricitários de São Paulo no dia 20 de setembro às 18h30.