Benefícios da Previdência tiram da pobreza mais de 23 milhões de idosos
02 de outubro de 2010 | Autor: DIAP
Fonte: DIAP

Os benefícios da Previdência Social no país colocaram acima da linha da pobreza mais de 23 milhões de pessoas idosas acima de 60 anos de idade, em 2009, enquanto em 2008 estavam nessa linha divisória 22,6 milhões de idosos. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio 2009 (Pnad), do IBGE.

Considera-se abaixo da linha da pobreza o contingente populacional que ganha abaixo de meio salário mínimo por mês. Os números foram apresentados durante reunião do Conselho Nacional de Previdência Social (Conasp).

 
Aposentados
Ainda de acordo com a pesquisa, cujos dados fazem referência a 2009, mais de 81% dos idosos acima de 60 anos de idade contam com cobertura previdenciária, o que representa mais de 17,7 milhões de pessoas, 500 mil a mais do que o número levantado em 2008 também pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad).

A pesquisa aponta que, no conjunto do s trabalhadores, 42,2% da população, ou 78,2 milhões de pessoas, estariam na linha da pobreza se não houvesse o pagamento de benefícios previdenciários, em todas as idades.

Mais cobertura
A Previdência Social superou no ano passado a taxa de cobertura de trabalhadores em 1992, de 66,4%, e atingiu 67% - um resultado recorde - equivalente a 56,58 milhões de contribuintes da população economicamente ativa, na faixa etária entre 16 e 59 anos.

Os dados constam da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio 2009 (Pnad), realizada pelo IBGE.

Greve no INSS
O Superior Tribunal de Justiça (STJ) reafirmou a ilegalidade da greve dos médicos peritos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e autorizou o desconto no salário dos grevistas pelos dias parados.

A 1ª Seção do STJ negou mandado de segurança pedido pelas entidade de classe que questionava a decisão anterior do tribunal, que já havia considerado a greve ilegal. Os peritos do INSS estão em grev e desde o dia 22 de junho. Por causa da paralisação, a Previdência já acumula mais de 400 mil perícias atrasadas em todo o país.