CNE SE REUNIU COM A DIREÇÃO DA ELETROBRAS
10 de junho de 2011 | Autor: FNU
Fonte: FNU

Foi realizada no dia 09 de junho, na sede da Eletrobras, no Rio de Janeiro, reunião entre o Comitê Executivo do CNE e a Direção da Eletrobrás. Estiveram presentes ao encontro representando os trabalhadores, Franklin Moreira, Fernando Pereira, Jorge Luis (Bonito), Raimundo Lucena, Antonio Luiz Antônio Barbosa, Nailor Gato, Boreu e José Carlos. Pela direção da Holding, o Presidente, José da Costa, o Diretor de Administração, Miguel Colasuonno e o Relações Sindicais, Mauricio Joseph.

A reunião foi importante, pois esclareceu alguns pontos que ainda eram dúvidas para os trabalhadores. Um desses itens foi à questão das especulações sobre demissões e privatização veiculadas pela imprensa. O Presidente da Eletrobras afirmou que esses rumores são infundados, pois segundo ele a sua missão é fortalecer a Holding como empresa pública e para isso é fundamental um quadro de trabalhadores fortalecido.

O CNE entende que esse encontro possibilitou o distencionamento do processo depois de algumas semanas de grande tensão por conta da paralisação nas negociações e das ações arbitrárias tomadas pelo presidente das distribuidoras. O resultado concreto dessa reunião foi à marcação de um novo encontro no dia 21 de junho, no Rio de Janeiro. Outra situação que ficou definida é que no dia 17 de junho a Direção da Holding comunicará a data de pagamento da PLR, uma reivindicação urgente dos trabalhadores e do CNE.

O Comitê Executivo do CNE entende que as paralisações dias 06 e 07 foram fundamentais para a reabertura das negociações, pois mostrou a força da categoria. Temos a certeza de que existe espaço para se avançar nas discussões, em especial no que tange as cláusulas econômicas, como o ganho real, e até mesmo aquelas sem peso econômico.

Dessa forma, a expectativa é que haja uma nova postura da Holding na mesa de negociação. Após a reunião com a Holding o Comitê Executivo do CNE se reuniu na FNU e debateu pontos importantes e que devem ser levados aos sindicatos para discussão com a categoria, que são: a prorrogação do ACT até 31/07 e as sugestões dos trabalhadores para o plano de saúde para os aposentados.

Como temos colocado nos informes anteriores os trabalhadores estão abertos ao diálogo, por acreditar que este é o melhor caminho para se chegar a um acordo justo, porém, estarão prontos para a mobilização e luta caso não se negocie em um patamar que reconheça a importância da categoria para o crescimento sustentável do país.

Até mesmo porque estamos num momento de unidade muito grande da categoria, pois as bases do CNE e União Intersindical já demonstram sua força nas últimas paralisações. No início da próxima semana estará sendo divulgado a convocação do CNE. Fiquem atentos.

TODOS NA LUTA POR UM ACT JUSTO