Iberdrola fará oferta pelo controle da Neoenergia
06 de julho de 2011 | Autor: Exame
Fonte: Exame

Um grupo de executivos da espanhola Iberdrola virá ao Brasil na semana que vem. Seu objetivo é voltar à Espanha com o controle da Neoenergia – e com o mapa do setor elétrico brasileiro redesenhado.

A investida da Iberdrola se dá após o impasse atingido nas negociações para a formação da “superelétrica” nacional – que nasceria da fusão entre CPFL e Neoenergia. A fusão está fazendo água.

Atualmente, a Iberdrola tem 39% do capital da Neoenergia. É o segundo maior acionista, atrás da Previ. O Banco do Brasil é o terceiro maior acionista da empresa.

Para assumir o controle, a Iberdrola pretende incorporar a Elektro, recém-adquirida pelos espanhóis, à Neoenergia. Assim, diluiria a participação dos sócios brasileiros e se tornaria o maior acionista. A Elektro foi comprada pela Iberdrola em janeiro por 2,4 bilhões de dólares.

Há, porém, uma longa negociação a ser feita com Previ e Banco do Brasil. De acordo com um executivo próximo às empresas, o governo exige que os atuais sócios sejam trocados por outros sócios brasileiros.

Segundo o blog apurou, BNDES e Eletrobrás estão dispostos a se tornar minoritários da Iberdrola na nova estrutura de capital da empresa. A saída de Previ e Banco do Brasil se daria em duas etapas: na venda de parte de suas ações aos novos sócios brasileiros e, depois, na abertura de capital da Neoenergia na Bovespa.

A reunião entre os espanhóis e a Previ está marcada para segunda-feira, no Rio de Janeiro.