Presidente da CUT reclama da declaração de Mantega sobre reajustes salariais
10 de agosto de 2011 | Autor: Agência Brasil
Fonte: Agência Brasil

O Presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Artur Henrique, reclamou do comentário feito segunda-feira (08.08) pelo Ministro da Fazenda, Guido Mantega, de que o momento atual não é de se reivindicar reajustes salariais. O sindicalista falou terça-feira (09.08) durante o seminário Política Industrial e Desenvolvimento, promovido pela entidade.
 
“Para nós está claro que o fortalecimento do mercado interno é fundamental para o enfrentamento da crise, principalmente para criar uma integração produtiva na América Latina. Por isso, dizer que trabalhadores não podem ter os salários reajustados é burrice. Nesse sentido, a fala do Ministro Mantega não ajuda em nada. Primeiro porque estamos falando de reposição salarial da inflação que já corroeu nossos salários há um ano”, disse o sindicalista.
 
Artur Henrique acrescentou que as declarações de Mantega não corroboram o que a Presidenta Dilma Rousseff tem defendido. “Acho muito positivo a Presidenta Dilma ter manifestado posição contrária, após as declarações de Mantega, reafirmando que o País não adotará de forma nenhuma medidas recessiva”.
 
O seminário teve a participação do Superintendente da área de Planejamento do BNDES, Cláudio Leal, que representou o Presidente da entidade, Luciano Coutinho. Leal reiterou os elogios à iniciativa do Governo Federal em utilizar os bancos públicos para a oferta de crédito durante os momentos de crise, o que fez com que as taxas de crescimento do país se recuperarem rapidamente. “Os empréstimos passaram de R$ 60 bilhões para R$ 168 bilhões no ano passado”, lembrou o superintendente.

Fonte: Agência Brasil