INFORME SOBRE APOSENTADORIA ESPECIAL
29 de setembro de 2011 | Autor: FNU
Fonte: FNU

As negociações para o retorno da aposentadoria especial dos eletricitários sofreram uma pausa há cerca de quatro meses, depois que a FNUCUT discordou da proposta apresentada pelo governo (veja box abaixo). Nesse período, a Federação vem realizando estudos com os trabalhadores do  setor elétrico para voltar a negociar com o governo. O relatório final desse trabalho estará pronto nos próximos dias.

 

A FNUCUT esclarece que teve a precaução de realizar esses estudos de forma sigilosa, a fim de  evitar especulações, vazamento de informações deturpadas ou dados contraditórios até que o trabalho – extremamente técnico e qualificado –  estivesse totalmente concluído. Isso pode ter dado aos trabalhadores a falsa impressão de que a Federação não estaria cuidando do assunto, mas a entidade nunca deixou de atuar pelo retorno da aposentadoria especial, apenas vinha elaborando sigilosamente os estudos para dar continuidade às discussões com o governo.

 

A Federação já solicitou reunião com o ministro da Previdência e o secretário da SPPS (Secretaria de Políticas de Previdência Social) , com o objetivo de apresentar o relatório final do estudo técnico e retomar as negociações. O retorno da aposentadoria especial tem sido prioridade para a FNUCUT. Os trabalhadores podem estar certos de que, assim que houver algum fato novo, serão informados.

 

 

Texto proposto pelo governo:

 

RADIAÇÕES NÃO IONIZANTES

a) Campos elétricos e magnéticos

b) Campos eletromagnéticos

c)      Sistema de Energia Elétrica (Sistema Elétrico de Potência)

Trabalhos na área de geração, transmissão e distribuição em tensão primária de distribuição disponibilizada no sistema elétrico da distribuidora, com valores padronizados iguais ou superiores a 2,3 KV = 2.300 volts

 

Proposta das entidades sindicais:

Inclusão do texto constante na NR 10:

“Sistema Elétrico de Potência (SEP): conjunto das instalações e equipamentos destinados à geração, transmissão e distribuição de energia elétrica até a medição, inclusive.”

 

 

Fonte: FNU