Atos em defesa da indústria serão em todo o País
14 de fevereiro de 2012 | Autor: Centrais Sindicais
Fonte: Centrais Sindicais

 Maior manifestação será em São Paulo

Cinco Centrais Sindicais – Força Sindical, UGT, Nova Central, CTB e CGTB – realizarão manifestações conjuntas com o setor patronal em vários pontos do País, que terão como objetivo denunciar a desindustrialização do parque produtivo nacional e a consequente ameaça aos empregos. Na sexta-feira (10), sindicalistas de vários setores se reuniram na sede da Força para preparar os atos (foto).

O presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva (Paulinho), pediu que os Sindicatos façam levantamentos em suas respectivas bases, para apurar o número de empregos, de demissões e as empresas que fecharam devido à entrada desenfreada no Brasil de produtos importados.

Segundo Miguel Torres, vice-presidente da Força Sindical e presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, os atos serão realizados nos Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Amazonas, Nordeste, São Paulo e Brasília.

Plenárias - Nesta segunda (13), às 9 horas, houve uma plenária na Federação dos Trabalhadores na Indústria da Alimentação no Estado de São Paulo (Fetiasp) com o objetivo de mobilizar os Sindicatos filiados na preparação das manifestações. Outras entidades também estão programando plenárias em suas bases.

ABC - O Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, filiado à CUT, está integrado às mobilizações com a Força, UGT, Nova Central, CTB e CGTB. Na quinta (9), seis mil metalúrgicos de entidades cutistas ocuparam a principal avenida de São Carlos, Interior de São Paulo, na primeira de uma série de manifestações em defesa do emprego.

“É o começo de uma luta que vai se estender por todo o País. Envolve todo o povo brasileiro, pois o trabalhador só é o que é por causa de seu emprego”, anuncia Sérgio Nobre, presidente dos Metalúrgicos do ABC.

Mais informações:
Sites das Centrais