Previ terá novo presidente na próxima semana
25 de maio de 2012

 

 

Ricardo Flores teria sido comunicado de que deixaria o comando a do fundo de pensão há duas semanas, para tentar por fim à disputa de poder entre os presidentes de BB e Previ

 

 

 

O atual presidente da Previ - o maior fundo de pensão do país, dos funcionários do Banco do Brasil -, Ricardo Flores, deixará o comando da instituição na próxima semana, informou uma fonte do Palácio do Planalto à Reuters nesta quinta-feira.

Segundo a fonte, que falou sob condição de anonimato, a decisão teria sido tomada na noite de quarta-feira pela presidente Dilma Rousseff em conversa com o ministro da Fazenda, Guido Mantega.

 

Ainda conforme a mesma fonte, Mantega planejava fazer a troca mais adiante, a pedido de aliados do governo, mas a presidente teria sido inflexível e exigido a troca no comando da Previ, que tem uma carteira de investimentos em torno de R$ 150 bilhões de reais.

 

Dois nomes de possíveis substitutos teriam sido levados pelo ministro da Fazenda à Dilma, um deles o do vice-presidente do BB Dan Conrado, disse a fonte.

 

Flores teria sido comunicado de que deixaria a presidência do fundo de pensão há cerca de duas semanas, conforme informaram à época fontes do governo e do PT à Reuters, para tentar por fim à disputa de poder envolvendo os presidentes de BB e Previ.

 

Na semana passada, o BB anunciou que seu Conselho de Administração aceitou pedido de renúncia de Ricardo Oliveira do cargo de vice-presidente de governo da instituição.

 

Oliveira, que junto com Flores seria um dos pivôs da disputa interna, foi substituído pelo ex-senador César Borges (PR), como forma de acomodar o partido aliado, insatisfeito com o governo desde que perdeu o comando do Ministério dos Transportes.

 

Procurada, a Previ informou, por meio de sua assessoria de imprensa, não ter uma posição sobre o assunto.