SEM AVANÇO NA PROPOSTA, TRABALHADORES(AS) ENTRAM EM GREVE POR TEMPO INDETERMINADO!
11 de julho de 2012 | Autor: FNU
Fonte: FNU

A reunião realizada neste dia 11 de julho, em Brasília, mais uma vez foi decepcionante, pois a direção da Eletrobras não trouxe nada de novo, ou melhor, veio de mãos vazias. Repetindo que o governo está oferecendo como reajuste salarial apenas 5,1%, que está muito abaixo do que os (as) trabalhadores (as) estão reivindicando que é de 10,73%. Também nada apresentaram em relação as nossas propostas sobre indenização por perda de massa salarial, melhorias no PCR, com a garantia de verbas para se promover as devidas correções/movimentações salariais, plano de saúde extensivo aos aposentados, à renovação das concessões, dentre outras questões. Essa postura da direção da Holding mostra a sua submissão ao DEST, Ministério do Planejamento e de Minas e Energia, assim como, a sua incapacidade em se colocar enquanto empresa estratégica para o governo.

 

Após mais de 20 anos sem fazer uma greve por tempo indeterminado, os eletricitários vinculados às empresas do Sistema Eletrobras entrarão em greve a partir desta segunda, 16 de julho. Tudo isto por conta da insensibilidade dos dirigentes das empresas e de um governo que ajudamos a eleger com a promessa de fortalecer o Sistema Eletrobras, mas que agora prefere virar as costas aos (a) trabalhadores (as) de um setor fundamental não somente para o desenvolvimento econômico, como também para a soberania do Brasil.

 

O esgotamento das negociações mostra que o Governo desejou provocar esta greve, pois é inadmissível pensar que a categoria iria aceitar um acordo tão rebaixado, incapaz de trazer o mínimo de dignidade para os (as) trabalhadores (as). Temos a certeza que as empresas e o Governo apostaram no enfrentamento e irá “pagar para ver”. Para o CNE este é um ato de irresponsabilidade com toda sociedade. Pois, uma greve por tempo indeterminado no setor elétrico sempre traz problemas, basta verificar o histórico dos movimentos desse porte.

 

Se o governo aposta no embate, os (a) trabalhadores (as) não vão fugir do enfrentamento, pelo contrário a orientação a todos os sindicatos, companheiros e companheiras é de ir à luta. A paralisação vitoriosa de 72 horas semana passada mostrou que estamos mobilizados e prontos para enfrentar as ameaças, perseguições e o terrorismo da Holding. Não existe outra saída se não à luta pra conquistar um acordo digno, tem que ser na raça e na disposição de cada trabalhador (a).

 

O projeto que um dia acreditamos ser de continuidade do Governo Lula fez a opção de combater os (as) trabalhadores (as) e desgastar o movimento sindical, basta acompanhar no noticiário a greve do funcionalismo federal de quase três meses, sem falar nos professores e outras categorias que estão sendo atacadas desde o inicio deste governo.

 

Enquanto isso, os cofres estão abertos para dar incentivos fiscais bilionários ao setor privado em nome do crescimento econômico e do combate a crise mundial. Enquanto isso, na outra ponta os trabalhadores sofrem o arrocho salarial para não aumentar supostamente os gastos públicos, uma total contradição.

 

É importante lembrar que durante a greve faremos avaliações diárias, dessa forma será fundamental a presença de todos(as) na porta das empresas, para definirmos os passos seguintes da nossa mobilização. Destacamos também que teremos um comando de greve que ficará de sobreaviso para qualquer chamado chamado da Eletrobras ou do governo para negociar.

 

O CNE convoca todos os sindicatos a realizarem a greve por tempo indeterminado até que seja apresentada uma contraproposta digna, capaz de atender nossas reivindicações. Como temos afirmado essa campanha tem que ser diferente, e para ser assim temos que resgatar os momentos em que essa categoria foi à luta em todo país para impedir a privatização nos anos 90 ou na ditadura quando lutou por democracia.

 

A história dos eletricitários mostra que sempre fomos mais fortes quando tivemos unidade em nossas ações e muita mobilização. Participe. Venha fazer parte de uma luta que é de todos daqueles acreditam em uma Eletrobras forte e que respeita seu maior patrimônio, que são seus (suas) trabalhadores (as).

 

GREVE DIA 16 NO TWITTER

Para dar maior visibilidade junto à sociedade e as redes sociais da nossa greve, convocamos todos os companheiros e as companheiras a promover o twittaço com #GreveEletrobras, dia 16 de julho, a partir de 9 horas até atingirmos o chamado trending topics (o mais visto e retwittado). Caso não tenha conhecimento do Twitter peça a um amigo ou familiar para twittar. É bem simples, digite uma frase e no final a nossa #GreveEletrobras, exemplo: A energia do Brasil está em nossas mãos. #GreveEletrobras Vamos construir essa grande rede levando #greveletrobras para os trending topics. Participe também dessa luta virtual.

 

TODOS À GREVE POR TEMPO INDETERMINADO A PARTIR DO DIA 16 DE JULHO!