ELETRICITÁRIOS CONTINUARÃO UNIDOS E MOBILIZADOS
23 de julho de 2012 | Autor: FNU
Fonte: FNU

 

 

A categoria eletricitária entra na segunda semana de greve fortemente mobilizada. No decorrer da primeira semana, representantes da FNU estiveram em Brasília para reuniões com o Ministro de Minas e Energia, Edison Lobão e o Assessor da Secretaria Geral da Presidência, José Feijóo, nas quais foi expressa a vontade do governo em retomar as negociações e finalizar a greve.

 

Essa postura do governo é contraditória com a adotada pela holding durante as rodadas de negociação. Sob o argumento de que o Ministério do Planejamento - MPOG não autorizou a contratação de nenhuma cláusula da pauta de reivindicação dos eletricitários, os gestores do Sistema Eletrobras se esconderam atrás desse escudo e apresentaram a pior proposta dos últimos 10 anos.

 

Os (as) trabalhadores (as) do Sistema Eletrobras não aceitarão esse tratamento discriminatório e indiferente por parte do MPOG e da holding. Nosso produto é a energia, essencial e primordial para a vida dos brasileiros (as) e para o crescimento e desenvolvimento do país. O Ministério de Minas e Energia (MME) e o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) devem manter a coerência. Enquanto a database dos eletricitários é em maio e ainda não houve uma proposta, os petroleiros tiveram uma proposta de PLR que antecipa a database.

 

Ora, se a Petrobras e a Eletrobras estão subordinadas ao mesmo ministério, o que justifica esse tratamento diferenciado? Enquanto os gestores da Petrobras antecipam situações para evitar uma greve, os gestores da Eletrobras apostam na greve para poder encontrar uma saída para o movimento iniciado por falta de autonomia e gestão do processo negocial.

 

Os (as) trabalhadores (as) esperam que a postura explicitada pelo MME e pela Secretaria Geral da Presidência prevaleça, e que os gestores da Eletrobras e suas empresas controladas assumam seu papel de Presidentes e Diretores de empresas que geram receita e lucro e façam a gestão necessária dentro de suas verbas de custeio para apresentar uma proposta que contemple as reivindicações da categoria eletricitária.

 

A FNU espera que a Eletrobras reabra o canal de negociação renovando o acordo de trabalho nacional e dando a autonomia necessária para que as empresas negociem os acordos de trabalho específicos.

 

 

INFORME À CATEGORIA

Informações dão conta de que foi realizada reunião entre a presidenta Dilma e o presidente do Sistema Eletrobras, José da Costa. A FNU está tentando agendar uma reunião extraordinária ainda hoje com a presidência da Holding para saber o teor dessa conversa e seus desdobramentos. Com relação à marcação de uma possível reunião do CNE com a Eletrobras para esta semana estamos ainda aguardando uma posição final da empresa.

 

 

QUADRO DA GREVE

 

Eletronorte

 

Brasília- Greve

Pará- Greve

Maranhão- Greve

Tocantins- Greve

Mato Grosso-Greve

Rondônia- Greve

Acre- Greve

Roraima-Greve

Amapá- Greve

Amazonas- Greve

 

Chesf

Pernambuco- Greve

Ceará- Greve

Bahia- Greve

Paraíba – Greve

Rio Grande do Norte- Greve

Alagoas- Greve

Piauí- Greve

Sergipe- Greve

 

Furnas

Minas Gerais- Greve

Goiás- Greve

Mato Grosso-Greve

Espírito Santo -Greve

Distrito Federal- Greve

Tocantins- Greve

Paraná- Greve

Rio Grande do Sul- Greve

Santa Catarina- Greve

Rondônia- Greve

São Paulo- Greve

Rio Grande do Norte –Greve

 

Eletrosul

Rio Grande do Sul- Greve

Santa Catarina- Greve

Paraná- Greve

Mato Grosso- Greve

Mato Grosso do Sul- Greve

Rondônia- Greve

 

Eletrobras

Rio de Janeiro- Greve

Brasília- Greve

 

Cepel

Rio de Janeiro- Greve

 

Eletronuclear

Rio de Janeiro-Greve

 

CGTEE

Rio Grande do Sul- Greve

Eletrobras Distribuição Alagoas- Greve

Eletrobras Distribuição Piauí –Greve

Eletrobras Distribuição Rondônia-Greve

-Eletrobras Distribuição Roraima-Greve

Eletrobras Distribuição Acre- Greve

Eletrobras Amazonas Energia-Greve

Eletrobras Distribuição Paraíba- Greve