CATEGORIA APROVOU CONTRAPROPOSTA DA ELETROBRAS
30 de julho de 2012 | Autor: FNU
Fonte: FNU

Os (as) trabalhadores (as) do Sistema Eletrobras em assembleias realizadas nos dias 26 e 27 de julho deliberaram por ampla maioria pela aprovação da contraproposta apresentada pela Holding. Essa decisão da categoria mostrou o seu amadurecimento ao compreender que esta campanha foi vitoriosa, primeiro pela realização de uma greve por tempo indeterminado, após 22 anos, e segundo pelo fato político provocado pela mobilização nacional, que conseguiu tirar os gestores das empresas da inércia e obrigando-os a sentar com o governo, que até então se colocava de forma irredutível, e formular uma proposta que apresentasse o ganho real.

 

CNE entende que esse grande movimento acumulou um “capital” político extraordinário, com a adesão maciça dos companheiros e das companheiras, destacando-se os com menos tempo de empresa, que não haviam participado de uma greve por tempo indeterminado, dando uma prova de unidade da categoria e a certeza de que os (as) trabalhadores (as) estarão ainda mais preparados para novos enfrentamentos.

 

O CNE tem a compreensão de que uma campanha de âmbito nacional muitas vezes deixa de contemplar questões regionais que envolvem disputas políticas nas entidades sindicais, todavia, é dever do coletivo não colocar em risco às conquistas de toda uma categoria. Para o CNE seria irresponsabilidade levar o acordo para a aventura do dissídio, como alguns companheiros (as) defenderam e colocaram em alguns documentos dizendo que o resultado dessa campanha seria o fim do ACT. O coletivo tem a certeza de que é justamente o contrário, pois no dissídio quem decide é o judiciário e não a categoria.

 

O coletivo e a FNU sempre defenderam o direito a critica, porém, não serão com ataques as direções sindicais que este debate poderá ser feito, mas sim através do diálogo. Até porque vivemos em uma democracia, onde prevalece o respeito à vontade da maioria. O acordo fechado trouxe ganhos a todos, inclusive no auxilio alimentação, que alguns trataram como “esmola”, mas que para um chefe de família representa mais qualidade de vida. O CNE acredita que acima de tudo deve prevalecer o respeito.

 

Com o fim da greve e da campanha a categoria redobrar a atenção para enfrentar novos desafios, aumentando sua capacidade de organização e de enfrentamento, pois a conjuntura que se anuncia para 2013, com uma crise econômica mundial que se aprofunda e a falta de definição do governo sobre a renovação das concessões, exigirão toda mobilização para continuar avançando em novas conquistas.

 

QUADRO DE APROVAÇÃO DAS

ASSEMBLEIAS

ELETRONORTE- APROVOU

FURNAS- APROVOU

ELETROSUL-APROVOU

CHESF-APROVOU

ELETROBRAS-APROVOU

CEPEL-APROVOU

CGTEE-REJEITOU

ELETRONUCLEAR-APROVOU

ELETROBRAS DISTRIBUIÇÃOALAGOASAPROVOU

ELETROBRAS DISTRIBUIÇÃO PIAUÍ- APROVOU

ELETROBRAS DISTRIBUIÇÃO RONDÔNIAAPROVOU

ELETROBRAS DISTRIBUIÇÃO ACRE- APROVOU

ELETROBRAS DISTRIBUIÇÃO PARAÍBA- APROVOU

ELETROBRAS DISTRIBUIÇÃO RORAIMAREJEITOU

ELETROBRAS MANAUS ENERGIA- APROVOU