FUP e sindicatos indicam aceitação da proposta conquistada
08 de outubro de 2012 | Autor: FUP
Fonte: FUP

Com a iminência de uma greve por tempo indeterminado, Petrobrás apresentou uma contraproposta que responde os principais pontos destacados pelos trabalhadores

Escrito por: FUP

Com a iminência de uma greve por tempo indeterminado indicada pela FUP e seus sindicatos, a Petrobrás apresentou nesta sexta-feira, 5, uma contraproposta que responde os principais pontos destacados pelos trabalhadores na rodada de negociação do dia 3. Além de fazer a empresa aumentar o ganho real e o valor do abono proposto, a categoria arrancou mais um extraturno (dobradinha) e avanços no pagamento das horas extras dos trabalhadores de regime administrativo que atuam nas paradas de manutenção e partidas das novas unidades.

 

A FUP e seus sindicatos, reunidos no Conselho Deliberativo, avaliaram que a nova proposta, dentro da atual conjuntura, representa um avanço na recomposição dos salários e a ampliação de direitos. Segundo o Dieese, o novo reajuste arrancado na luta pela categoria significará para os trabalhadores um aumento efetivo em sua remuneração entre 7,51% e 8,2%, dependendo do número de anuênios que receba. Isso representa um ganho real entre 2,16% e 2,77%.

 

Diante dessas conquistas, o Conselho Deliberativo da FUP indicou por unanimidade a suspensão do estado de greve e a aprovação da proposta arrancada na luta. A orientação é que os sindicatos iniciem neste sábado (6) as assembleias para que os indicativos sejam avaliados pela categoria até o dia 15.

 

Principais conquistas da nova proposta:

Ganho real – o reajuste subiu de 6,5% para 8,16% o reajuste na RMNR, o que garante um ganho real entre 2,16% e 2,77%, em relação ao IPCA.

 

Abono– o piso proposto para o abono passou de R$ 4.000,00 para R$ 7.200,00, ou 1,05 remuneração, o que for maior. Os trabalhadores receberão valores equivalentes aos que foram pagos no abono do ano passado, mesmo com a Petrobrás descontando o adiantamento feito na quitação da PLR 2011.

 

Extra-turno- a nova proposta garante o extra-turno (dobradinha) de mais um feriado trabalhado: o dia 15 de novembro. Com isso, a categoria avança consideravelmente rumo à retomada integral desse direito, que foi usurpado no governo FHC.

 

Horas extras do administrativo– pagamento a 100% das horas extras nas paradas de manutenção e partidas das novas unidades para os trabalhadores em regime administrativo. Além disso, será acrescido nessas horas extras o adicional noturno quando a atividade for realizada entre as 22h e 05h e nos feriados, sábados e domingos.

 

Regramento das PLRs futuras- a Petrobrás reafirma o compromisso de buscar um entendimento, através da continuidade das negociações com as representações sindicais.

 

Dia parado na greve de 24 horas– o compromisso da empresa é de que não haverá qualquer reflexo funcional do dia parado na greve de 24 horas do dia 26/09. O dia também poderá ser compensado pelo trabalhador.

 

Indicativos do Conselho Deliberativo da FUP:

Suspensão do estado de greve

 

Aprovação da nova proposta conquistada