ELETROBRAS GARANTE IPCA E SE COMPROMETE A CONTINUAR AVANÇANDO NA PRÓXIMA RODADA DE NEGOCIAÇÃO DIA 04 DE JULHO
27 de junho de 2013 | Autor: CNE
Fonte: CNE

A comissão do Coletivo Nacional dos Eletricitários se reuniu com a direção do Sistema Eletrobras na tarde desta quintafeira, dia 27 de junho, no Rio de Janeiro. O eixo central da reunião foi tirar uma proposta concreta da Holding no que tange a questão econômica do ACT da categoria. Após um amplo e franco debate a direção do Sistema Eletrobras assumiu o compromisso de praticar o IPCA e avaliar a questão da periculosidade sobre a remuneração. Ficou também agendada uma nova rodada de negociação dia 04 de julho, em Brasília.

Mesmo diante da mudança de postura da Holding, pressionada pela intensa movimentação dos trabalhadores, a mobilização continuará forte em todo país, por isso está confirmado a partir do dia 01 de julho 48 horas de paralisação da categoria.

O Brasil quer mudar e os trabalhadores vão à luta em defesa da manutenção dos seus direitos e contra práticas nefastas, que sangram os cofres das empresas, como é o caso do artigo 37, que trata dos funcionários nomeados, que recebem altos salários e mordomias em detrimento do conjunto dos trabalhadores do quadro próprio.

É inaceitável que uma estatal do porte da Eletrobras ataque o direito da periculosidade dos seus trabalhadores, neste sentido foi louvável a atitude da Holding em rever seus procedimentos, pois mesmo no setor privado não foi alterado o pagamento da periculosidade sobre a remuneração.

A direção da Eletrobras tem a oportunidade de restabelecer a confiança na interlocução com os trabalhadores, pois a mesma ficou estremecida no episodio dos dias parados. Onde alguns gestores das empresas da Holding, simplesmente desrespeitaram o que foi firmado com representantes sindicais. O CNE tem cumprido ao longo do tempos seus compromissos, esperamos que a Eletrobras tenha a mesma postura.

Os trabalhadores do Sistema Eletrobras tem a convicção de que uma nova Eletrobras de verdade é possível, mesmo com as restrições impostas pela MP 579, para isso é essencial ter vontade política e administrativa de mudar, acabando com uma série de gastos desnecessários,como a ajuda a empresas privadas de distribuição. Acima de tudo, é fundamental valorizar aquele trabalhador que no seu dia a dia dá o seu melhor e não é reconhecido, principalmente na hora de aposentadoria.

É importante que a Eletrobras replique a postura da presidenta Dilma que ouviu a voz das ruas e também escute os anseios dos trabalhadores da empresa.

O CNE foi constituído para dar unidade às ações dos eletricitários em todo país, foi assim que foi possível se avançar e obter ao longo dos anos conquistas históricas. Essa campanha pela sua complexidade de conjuntura e principalmente pela postura equivocada da Holding nos obriga mais do que nunca trabalhar com um espírito de união ainda maior, pois se o acordo é nacional, nossa  disposição de luta tem que ser do tamanho desse país.

Portanto, a partir do dia 01 de julho, faça parte dessa grande corrente de mobilização. Participe em seu local trabalho. A hora é de luta! Por um acordo digno para todos! Paralisação de 48 horas a partir do dia 01 de julho.

 

Calendário do CNE

Dia 03- 07 - 14 h- Brasília -STIUDF.

Dia 04/07- 9h às 16h rodada de negociação com a Eletrobras

Dia 04/07- 17 h às 22h Avaliação, Deliberação e Encaminhamento do CNE