Municípios ficam sem energia no RN
11 de fevereiro de 2010 | Autor: Tribuna do Norte
Fonte: Tribuna do Norte

A Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern) informou que a interrupção parcial do fornecimento de energia por quase uma hora, no começo da tarde de ontem, afetou 90% dos 167 municípios do Rio Grande do Norte.

Emanuel AmaralNos dias 2 e 3 a falta de energia afetou o município de Parnamirim, causando muitos transtornosNos dias 2 e 3 a falta de energia afetou o município de Parnamirim, causando muitos transtornos
De acordo com informações do Operador Nacional do Sistema (ONS), o desligamento de linhas de transmissão de energia que interligam as Regiões Norte, Nordeste e Sudeste provocou a  interrupção parcial no fornecimento de energia entre às 13h52 e 14h32 de ontem, nos estados da Bahia, Pará, Maranhão, Tocantins, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas e Sergipe.

Segundo a Cosern, o desligamento das linhas de transmissão provocou o corte de 268 MW de cargas no sistema elétrico da empresa. As primeiras cargas foram restabelecidas às 14h21. O fornecimento de energia em quase todos os municípios atingidos foi normalizado às 14h32.

A assessoria de comunicação da Cosern informou que a falta de energia foi ocasionada por um mecanismo de segurança do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

Segundo a Companhia, quando há uma sobrecarga de energia no país, o sistema executa uma restrição de carga para não haver interrupção no fornecimento em todo o Brasil.

A Cosern informa ainda que o ONS já regularizou a transmissão de energia. A restrição de hoje atingiu cerca de 40% das cargas da Cosern, prejudicando as regiões Oeste, parte do Seridó e Agreste. A empresa também informou que a interrupção parcial do fornecimento de energia não afetou Natal, onde uma queda de energia no conjunto Candelária não chegou a ter causas identificadas, como também não foram encaminhadas informações ou reclamações por parte dos usuários à Cosern.

Memória

Nos dias 2 e 3 de fevereiro Parnamirim chegou a sofrer dois apagões. No primeiro dia, o centro da cidade e bairros adjacentes ficaram cinco dias sem energia elétrica e, segundo a Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern) o serviço foi interrompido em virtude de um incêndio num matagal próximo à subestação do município. Por uma questão de segurança, o sistema foi desligado automaticamente naquela ocasião, gerando uma interrupção de energia elétrica entre 10 e 15 horas do dia 2 deste mês.

No dia seguinte, Parnamirim voltou a conviver com outro  apagão, de hora e meia, devido uma forte chuva que acabou atingindo um equipamento da Cosern: um para-raio absorveu uma descarga elétrica das nuvens, que atingiu a rede de alta tensão do lado esquerdo do aeroporto Augusto Severo.

Trânsito em Mossoró vira um caos

Em  Mossoró, em questão de minutos, o trânsito da cidade se transformou em um caos com a interrupção da sinalização dos semáforos. Os agentes de trânsito do município foram acionados para auxiliar no fluxo do trânsito. A movimentação das lojas foi interrompida. De acordo com o gerente de um estabelecimento de vendas de eletrodomésticos, Vinicius Mourão, o calor afastou os clientes das lojas. “Até os funcionários tiveram que sair para pegar um ar”, complementa ele.

Segundo Walter Pedro, titular da Gerência de Trânsito, não foi registrada nenhuma ocorrência séria durante o período de falta de energia elétrica.  Já os semáforos, segundo ele, alguns voltaram a funcionar automaticamente, outros permaneceram em estado de alerta: piscando constantemente.

“Dependendo do equipamento, alguns sinalizadores tiveram que ser reprogramados. Assim que a energia retomou, o trânsito foi reorganizado e tudo voltou ao normal”, detalha ele.