Previ avalia aumentar sua fatia na Petrobras
09 de fevereiro de 2010 | Autor: G1
Fonte: G1

O presidente da Previ (o fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil), Sérgio Rosa, admitiu na terça-feira que a instituição avalia aumentar sua participação no capital da Petrobras, depois de aprovado pelo Congresso o projeto de capitalização da estatal. A proposta é uma das previstas no novo marco regulatório do pré-sal.

- Especificamente, sim - disse Rosa, ao ser perguntado se o fundo tinha a intenção de aumentar sua participação no capital da Petrobras.

Segundo ele, a Previ já detém 2,5% das ações da estatal, mas avaliará as condições da capitalização no momento em que ela for definida. Recentemente, o Conselho Monetário Nacional (CMN) ampliou de 50% para 70% o limite de participação dos investimentos dos fundos de pensão em renda variável. A Previ já tinha exposição em renda variável perto de 60%.

O diretor da Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc, autarquia que fiscaliza o mercado de previdência complementar), Ricardo Pena, afirmou que o CMN estuda permitir que fundos de pensão possam oferecer títulos públicos como garantia nos investimento em infraestrutura. Segundo ele, o volume dado como garantia deve ser de acordo com o tamanho do risco que a instituição está assumindo nos novos investimentos.

Hoje, os fundos só podem apresentar garantias por meio da aquisição de carta de fiança.

- Estamos discutindo com o BNDES, os próprios fundos e (Ministério da) Fazenda para ter o tamanho adequado dessa garantia - acrescentou Pena, em evento na terça-feira, em São Paulo.