Carta de Chesfiano ao presidente Lula
24 de fevereiro de 2010 | Autor: SINERGIA/BA
Fonte: SINERGIA/BA

Senhor Presidente, Como é de conhecimentos de todos, a CHESF hoje faz parte do Grupo Eletrobrás, se juntando a outras empresas e criando uma Super-Empresa. Ao longo de todas essas negociações achávamos que iríamos ter o mesmo tratamento, as mesmas condições salariais em relação a outras empresas do grupo, tais como: Furnas, Eletrosul, etc. Pensávamos é verdade, pois a realidade é outra. O sindicato anunciou em diversas ocasiões que quem era letra A iria para nível - I , B iria para o nível II , C iria para o nível III e D para o nível IV. Aí criaram um tal Limitador de 08 níveis baseado nem sei em que. É difícil, é! Agente acreditar que isto esteja acontecendo em um governo do Presidente Lula, de um Partido que nasceu da luta dos trabalhadores e que tem o nome de Partido dos Trabalhadores. Digo ainda mais, de um Governo que tem o seguinte Slogan "BRASIL UM PAÍS DE TODOS", só que a Eletrobrás está dividindo este país em dois: Pessoal do SUL e Pessoal do Nordeste , criando um PCR em que os do Sul, mesmo ocupando a mesma função ganhará mais que os do Nordeste. Tenho 22 anos e 07 meses de Chesf, com muita luta ao longo destes anos, passando diversas datas comemorativas importantes como NATAL, ANO NOVO, DIA DAS MÃES, DIA DOS PAIS, ANIVERSÁRIO DE FILHOS etc. longe da minha família e trabalhando na Chesf, ajudando ao crescimento desta empresa. Ao longo desses anos fui construindo o meu crescimento dentro desta empresa sem apadrinhamento, sem passar por cima de ninguém, simplesmente trabalhando, chegando a Assistente Técnico letra D sendo Supervisor de Turno de Usina e Subestação. Agora estão querendo me rebaixar de nível com esse tal PCR, queria deixar claro o meu descontentamento e que mediante as vias legais não medirei esforços para garantir o que eu conquistei. Atenciosamente, Helder Pimentel Santos - trabalhador da Chesf - Usina de Funil