RN alcançará auto-suficiência em geração de energia elétrica ainda neste ano
16 de março de 2010 | Autor: Tribuna do Norte
Fonte: Tribuna do Norte

O Rio Grande do Norte alcançará neste ano a auto-suficiência em geração de energia elétrica.  Ao assumir o Governo do Estado em 2003, a governadora Wilma de Faria encontrou zero de capacidade instalada para geração no Rio Grande do Norte, no entanto, ao entregar o cargo ao seu sucessor, deixará um conjunto de obras prontas que possibilitarão ao RN gerar, se necessário, toda energia que consome. Além disso, com a entrada em 2012 das usinas eólicas negociadas no Leilão Federal, em dezembro passado, o Estado terá condições de gerar mais que o dobro da energia que consome.

Atualmente, a demanda média do Rio Grande do Norte é de 600 megawatts e a capacidade de geração é de 510 MW. Com a entrada em operação de novos parques eólicos em Guamaré (151 MW), prevista para 2010, o RN atingirá 661,9 MW de capacidade instalada para gerar energia no Estado.

Isto significa que o Estado ultrapassará a auto-suficiência em capacidade instalada e, principalmente, que terá autonomia de fontes energéticas, uma vez que esta capacidade será alimentada por ventos, gás natural e petróleo, captados ou produzidos no próprio RN.

O RN alcançará a auto-suficiência em capacidade de geração energética, representada pela conclusão da Usina Termelétrica do Vale do Açu (Termoaçu), em agosto de 2008, e das UTEs Potiguar I e III (Macaíba), em 2009 - somando-se aos parques eólicos da Iberdrola em Rio do Fogo (que iniciou suas operações em abril de 2006) e da Petrobras em Macau (iniciou operação em janeiro de 2004), além da conclusão prevista para os parques eólicos de Alegria I e II em 2010.