Líder do governo diz que reajuste aos aposentados deve ser votado em abril
25 de março de 2010 | Autor: G1
Fonte: G1

 O líder do governo na Câmara, Cândido Vaccareza (PT-SP), afirmou nesta quinta-feira que a MP que reajusta os aposentados só deverá ser votada daqui a 15 ou 20 dias. Segundo ele, o governo está negociando com os deputados da base, que querem garantir um reajuste maior aos aposentados.

- Estamos fechando o acordo com a base. Temos uma preocupação: não deixar o eleitoralismo tomar conta. Mas podemos analisar o que é reivindicação justa. O Brasil saiu mais forte da crise econômica. O que não concordamos é que seja dado o mesmo reajuste do salário mínimo aos aposentados ( que ganham acima do mínimo). Mas o que a base quer é uma reajuste maior do que dado na MP. Nós temos tempo para ouvir - disse Vaccarezza, completando: - Vamos conversar com o governo na semana que vem e chegar a uma proposta.

O líder acrescentou que partidos da base querem, além de um reajuste maior que o dado pela MP, que o aumento seja retroativo. Mas que é complicado para o governo aceitar a retroatividade. Para ele, a negociação deve caminhar no sentido de deixar de fora a definição sobre o aumento em 2011.

Como pretende adiar a votação da MP dos aposentados, Vaccarezza quer votar, na semana seguinte à da Semana Santa, duas medidas provisórias de crédito. O líder não está preocupado com a demora na análise da MP dos aposentados que perderá a vigência em primeiro de junho:

- Não vão deixar caducar um assunto como este.

Indagado se não temia ser derrotado neste tema, já que a base poderá se aliar à oposição para garantir um reajuste maior, de 100% do PIB, Vaccarezza disse que não, mas afirmou:

- Se for para o voto e perder, é da democracia. É a opinião do Congresso. E vamos ver o que fazer.