SINTERN denuncia ao Ministro da Previdência assédio da COSERN aos trabalhadores
03 de junho de 2013 | Autor: Direção do SINTERN
Fonte: Direção do SINTERN

A direção do SINTERN denunciou ao Ministro da Previdência, Garibaldi Alves, a pressão que a COSERN tem feito para que os trabalhadores requeiram a aposentadoria. Os cosernianos que acabam cedendo a esta situação são prejudicados em até 40% de sua renda em virtude do fator previdenciário. Existem relatos que o procedimento da Empresa tem se repedido na COELBA e na CELPE.

Em 2011 e 2012 foram os que mais ocorreram esse tipo de exigência por parte da COSERN. O SINTERN qualifica esta ação como assédio moral contra os trabalhadores, pois a situação tem se apresentado desta forma: se não se aposentar, a empresa demite.

Neste ano, o SINTERN já começou a receber denuncias dos trabalhadores cujos chefes estão utilizando os mesmos procedimentos. A categoria relata que seus gerentes e gestores têm colocado que os empregados pagam previdência privada e que, por isso, o Fator Previdenciário não os prejudicaria porque tem a fasern para compensar. Ora vejam só o tamanho da agressão aos trabalhadores.

Na reunião com o Ministro Garibaldi, a direção do SINTERN relatou todos os casos mostrando que o Grupo Neoenergia está desta forma onerando a Previdência Social. O Sindicato está na defesa dos interesses dos trabalhadores, por isso, não pode concordar com este assédio moral contra aqueles que deram toda a sua vida laboral pela Empresa.