Classe trabalhadora pressiona e governo decide parar tramitação do PL 4330, que regulamenta a terceirização
03 de junho de 2013 | Autor: Direção do SINTERN
Fonte: Direção do SINTERN

A discussão sobre a terceirização mostrou o quanto esse tema tem preocupado os urbanitários, pois atinge todos os ramos. Hoje, uma das agendas do setor privado é a flexibilização dos direitos trabalhistas, se o Projeto de Regulamentação da Terceirização (PL 4330) do deputado Sandro Mabel (PR-GO) passar seus efeitos serão desastrosos para os trabalhadores. O debate mostrou que é preciso  melhorar a representação e a condição do terceirizado obriga as empresas a diminuir a terceirização nas empresas.

O governo se comprometeu no dia 14 de maio a paralisar a tramitação do PL 4330 e discutir com o movimento sindical propostas alternativas que garantam os direitos dos/as trabalhadores/as. A primeira reunião entre as centrais sindicais e o governo, que deve iniciar a elaboração de propostas de regulamentação da terceirização, será realizada no próximo dia 11 de junho, às 10h, na sede do Ministério do Trabalho e Emprego, em Brasília.