Trabalhadores da Eletrobras não negociam com a “FACA NO PESCOÇO”
19 de junho de 2013 | Autor: Direção do SINTERN
Fonte: Direção do SINTERN

A Federação Nacional dos Urbanitários e o Coletivo Nacional dos Eletricitários consideram lamentável a postura dos negociadores da Eletrobras que vem vinculando a discussão do ACT 2013/2014 ao Plano de Incentivo ao Desligamento (PID). Essa posição de adiar a rodada de negociação está recheada de péssimas intenções e não deixa dúvidas de que se trata de um ultimato: se adesão ao PID for boa à proposta poderá ser um pouco melhor, caso contrário ela será péssima.

O atraso na negociação é proposital e evidencia o baixo nível com que a Holding vem conduzindo às discussões sobre o Acordo Coletivo. A primeira rodada foi um desastre, apenas enrolação e nada de concreto. O CNE e os trabalhadores do Sistema Eletrobras querem deixar bem claro que não negociam com a chamada “faca no pescoço”. Não há mínima condição de discutir uma pauta nas bases propostas, com o atrelamento ao PID.

A FNU e a CNE defendem o cumprimento de um calendário de negociações, onde se discute cláusula por cláusula, como sempre aconteceu. Valorizando principalmente os trabalhadores. Hoje, por toda base o que assistimos é a desilusão, a revolta, a ameaça de privatizações, a retirada de direitos históricos, perseguições e a criminalização do movimento sindical.

Diante de uma conjuntura tão adversa a resposta dos trabalhadores será dura, com o uso de todos os recursos possíveis de mobilização da categoria. A Copa das Confederações e a Copa do Mundo colocam os holofotes voltados para o Brasil. Mas será possível fazer eventos internacionais com um sistema elétrico fragilizado? Cabe ao Governo Dilma e a Eletrobras responderem essas perguntas.

A pauta dos trabalhadores do Sistema Eletrobras deve ser respeitada, sem chantagens ou imposições. O CNE quer o diálogo e uma negociação respeitosa, foi assim que muito se construiu ao longo dos últimos anos. O momento exige serenidade e principalmente responsabilidade do Governo Dilma e da direção do Sistema Eletrobras.

Os trabalhadores querem negociar sim, mas de cabeça erguida. Nos próximos boletins estaremos divulgando o “Curriculum” de alguns tucanos que estão em posição estratégica no Governo Dilma. Alguns até “ajudaram” a privatizar algumas das nossas empresas. Por isso reafirmamos: O Governo é do PT, mas a gestão na Eletrobras é Tucana.

 

Mobilização e negociação

 

Dia 17/06 - Paralisação de 24 horas

 

Dia 20/06/2013 – Tarde

14h00 as 18h00

- Preparação para 2ª mesa de Negociação

- ACT 2013/2014

Local: STIU/DF – SCS – Quadra 06 – Bloco “A” – 110 – 7º Andar

 

Dia 21/06/13 - Manhã

09h00 as 14h00

2ª Mesa de Negociação com Eletrobrás - ACT 2013/2014

Local: A CONFIRMAR

 

Dia 21/06/13 – Noite 

Reunião de avaliação e encaminhamentos do CNE

Local: STIU/DF – SCS –

Quadra 06 – Bloco “A” – 110 – 7º Andar

 

24 e 25/06 - Assembleias deliberativas.