INTERSINDICAL ARRANCA PROPOSTA DA NEOENERGIA
12 de dezembro de 2013 | Autor: Intersindical Neoenergia
Fonte: Intersindical Neoenergia

A luta dos trabalhadores da Coelba, Celpe e Cosern por um acordo justo é o maior instrumento de pressão junto à direção da Neoenergia para arrancar uma proposta digna. A forte mobilização que  uniu a categoria nas três empresas se tornou o grande trunfo dos negociadores da Intersindical Neoenergia na mesa de negociação.

 

Essa pressão exercida pelos trabalhadores ficou bastante visível na reunião de negociação que aconteceu dias 11 e 12 de dezembro, no Rio de Janeiro, que se iniciava às 10 da manhã terminando sempre após as 22 horas, quando a Holding se sentido pressionada apresentou a seguinte proposta  com validade por 2 anos:

 

2013

  • Reajuste-  INPC+1,05% de ganho real em novembro de 2013=6,63% + 0,37% em maio de 2014 totalizando 1,42% de ganho real fazendo o total de 7% de reajuste.
  • Abono- R$1.700,00 em dezembro de 2013.
  • Empréstimo (desconto em 10 parcelas)- R$ 3.000,00 c/margem e R$2.000,00 s/margem
  • Vale refeição- INPC + 1,42=7% (novembro de 2013)
  • Antecipação da primeira parcela do décimo terceiro- Janeiro/2014 (opcional)
  • Piso salarial- Reajuste pelo INPC = 5,58%

 

2014

  • Reajuste-  INPC+ 1,05% de ganho real + 0,37% de ganho real totalizando em maio de 2015 1,42% de ganho real + INPC do período.
  • Abono- R$1.800,00 em dezembro de 2014.
  • Empréstimo (desconto em 10 parcelas)- R$ 3.000,00 c/margem e R$2.000,00 s/margem
  • Data base- outubro de 2014
  • Vale refeição- INPC + 1,42% em outubro de 2014.
  • Antecipação da primeira parcela do décimo terceiro- Janeiro/2015
  • Piso salarial- Reajuste pelo INPC em outubro de 2014

 

Na avaliação do Técnico do DIEESE, Gustavo Teixeira, que assessorou  os dirigentes sindicais durante toda a negociação “ essa proposta é a melhor do setor elétrico no que se refere ao ganho real, maior até mesmo do que foi conquistada pelos trabalhadores da Eletrobras”.

 

A proposta está colocada e a categoria, de forma soberana, deve avaliar os avanços que constam na mesma. É importante destacar que para se chegar a esses números foi preciso muita persistência, capacidade de ouvir e principalmente de articulação política, pois exigiu durante estes dois exaustivos dias muitos contatos com acionistas da Previ , conselheiros da Neoenergia e FNU-CUT.

 

A Intersindical Neoenergia foi representada na mesa pelos dirigentes: Paulo de Tarso (FNU), André Monteiro (Sindurbe), Pedro Damásio (Sintern), José Fernandes  (Sintern), José da Paixão ( Sinergia), Cristina Brito (Sinergia) e Diógenes Machado (Sinergia), do  Técnico do Dieese, Gustavo Teixeira, e do Assessor de Comunicação da FNU, Renan Costa .

 

Chegou a hora da decisão, portanto, a Intersindical  convoca os trabalhadores para participarem das assembleias que serão agendadas por cada um dos sindicatos para deliberação dos trabalhadores sobre a proposta . Participe. Faça valer a sua voz.

 

 

Pautas específicas


Após a apresentação da proposta da Neoenergia as negociações das pautas específicas ficam desbloqueadas. A  partir dai começam as negociações.