CNE PARTICIPOU DE REUNIÃO COM A ELETROBRAS PARA DISCUTIR OS NOVOS PARÂMETROS DA PLR
11 de setembro de 2014 | Autor: FNU
Fonte: FNU

O Coletivo Nacional dos Eletricitários (CNE) esteve reunido com os representantes do Sistema Eletrobras no dia 29 de agosto, sexta-feira, no Rio de Janeiro. A reunião teve como discussão central a nova concepção de metodologia para o pagamento da PLR dos trabalhadores da Holding.

Os representantes do Sistema Eletrobras fi zeram uma longa apresentação das ferramentas que estão sendo utilizadas para a construção destes novos parâmetros da PLR. De forma sintética a apresentação se baseou em três eixos: Lucro, Contrato de Metas e Desempenho (CMDE) e o Sistema de Gestão de Desempenho (SGD). Os dirigentes do CNE após ouvirem a explanação, foram enfáticos na crítica ao atual modelo existentes do SGD, que na prática já se mostrou inconsistente e perverso, pois historicamente a subjetividade nas avaliações tem trazido enormes prejuízos para os trabalhadores, que ficam refém da boa relação ou não com as gerências, vide o que acontece na aplicação do Mérito.

Com relação à apresentação do CMDE fi cou evidente que ele na sua concepção, que privilegia os indicadores financeiros em detrimento dos resultados operacionais, com certeza, diante do quadro econômico-financeiro atual da Holding, vai afetar o resultado da PLR a ser paga aos trabalhadores.

Portanto, o CNE não concordou com sua adoção como parâmetro e alertou sobre os seus riscos.

O CNE entende que este é o momento de se discutir com tranquilidade essa nova conjuntura para os trabalhadores. A PLR é uma conquista histórica e não pode ser colocada em risco. Nesse sentido, vai continuar debatendo com o Sistema Eletrobras, buscando a interlocução com os demais setores do Governo.

 

 

NOVO DIRETOR DE ADMINISTRAÇÃO PARECE “ORELHA DE FREIRA”: TODO MUNDO SABE QUE EXISTE, MAS POUCAS PESSOAS VEEM

A nota triste da reunião foi a ausência novamente do Diretor de Administração da Eletrobras, que dessa vez teve “outro compromisso inadiável”, coincidentemente no dia e na hora da reunião com o CNE já previamente agendada, ou seja, já é a terceira vez que este fato ocorre.

Alguém tem que dizer para o novo Diretor que reunião com os representante dos trabalhadores é um compromisso importante. É fundamental alertá-lo que também faz parte das suas atribuições a questão dos recursos humanos, tendo em vista que a sua diretoria é que trata das negociações trabalhistas.

Esperamos que na próxima Reunião com o CNE, que está prevista para os dias 23 e 24 de setembro, o Diretor de Administração compareça a mesma, e apresente uma solução para o novo modelo de PLR.

 

PARA REFLEXÃO DOS ELETRICITÁRIOS

 

 

O CNE entende que o momento político pode influenciar muitas decisões dentro Sistema Eletrobras, já que o projeto político em curso, mesmo diante da necessidade da mudança de rota e autocrítica, é o que ainda mais dialoga com o movimento sindical. As outras candidaturas possuem um perfil privatista. E o setor elétrico estatal já esteve na bola da vez com FHC, para ser entregue ao capital privado. Portanto, este é um momento de reflexão para cada trabalhador (a). A pergunta que fica é: apostar em uma aventura como foi o Governo Collor, ou pressionar pelo aperfeiçoamento do modelo atual.