INTERSINDICAL SE REÚNE COM A NEOENERGIA PARA ASSEGURAR BENEFÍCIOS E PAGAMENTOS DO ACT 2013/2015
10 de outubro de 2014 | Autor: Direção do SINTERN
Fonte: Direção do SINTERN

Os dirigentes da Intersindical Neoenergia estiveram reunidos, na quarta-feira, dia 08 de outubro, no Rio de Janeiro, com a direção do Grupo Neoenergia.  Abrindo o encontro foi feita uma ampla apresentação sobre a conjuntura atual do setor de distribuição de energia no país, abordando a grave crise por qual passa todas as empresas distribuidoras do Grupo, ocasionado pelo aumento exagerado dos custos da contratação da compra de energia no mercado.     

Os dirigentes sindicais presentes Paulo de Tarso (FNU), José Paixão (Sinergia - BA), Barbosa Filho (Sindurb-PE),  Elton Barbosa (Sindurb-PE), Pedro Damásio (Sintern) e José Fernandes (Sintern), mesmo diante do quadro de dificuldades colocado pela Diretora de Gestão de Pessoas, de Lady Moraes,  cobraram de forma enfática um posicionamento sobre questões fundamentais para os trabalhadores, que são: Reajuste salarial, o pagamento do abono e a antecipação do pagamento da primeira parcela do 13º salário de 2015.

Com relação ao abono foi cobrado pela Intersindical que o pagamento fosse realizado até o dia 10 de dezembro de 2014, pois os trabalhadores precisam se planejar para os gastos das festas de fim de ano, ou até mesmo, quitar débitos pessoais, enfim é preciso dar segurança a cada companheiro (a). A empresa se comprometeu em definir a data o mais rápido possível, mas que o pagamento deverá acontecer no período solicitado pelos dirigentes sindicais.  

No que tange a antecipação do pagamento da 1ª parcela do 13º salário para janeiro de 2015, a Diretora de Gestão de Pessoas, Lady Moraes, colocou que a reivindicação vai ser analisada devido ao fluxo de caixa, mas que em breve será dada uma resposta definitiva. Os dirigentes reafirmaram a importância dessa medida para o conjunto dos trabalhadores, que contam com esse recurso para o período que antecede o inicio do ano escolar, pagamento de impostos e a quitação de pendências financeiras.

A categoria terá um reajuste nos salários no mês de outubro/2014, de 6,99%  conforme o ACT 2013/2015, que assegurou a conquista da antecipação da data base para o mês de outubro, assegurado pela Intersindical, referente ao INPC acumulado de 1º de novembro de 2013 até 30 de setembro de 2014(5,94%), mais um ganho real de 1,05%. O restante do ganho real de 0,37% será incorporado aos salários no mês de maio de 2015 perfazendo um total de 1,42%, de ganho real.    

Já as metas da PLR do primeiro semestre de 2014 foi exposta aos dirigentes e os números demonstram que os resultados quando comparados com o mesmo período de 2013, houve uma redução tanto no objetivo do EBITDA quanto no item CAIXA das empresas, porém, ainda temos um semestre para ser contabilizado, e, portanto, só teremos números definitivos em fevereiro de 2015, quando do fechamento do balanço das empresas. Todavia, os sindicatos estarão atentos até lá. 

A Intersindical Neoenergia acredita que mesmo diante das dificuldades externadas pelo Grupo, a reunião foi bastante positiva, pois houve a sinalização de que as reivindicações centrais vão ser atendidas dentro dos prazos colocados na mesa de negociação.  “Vamos continuar cobrando e acompanhando mês a mês o acordo assinado”, assegura o Coordenador da Intersindical, José Fernandes.