ACT 2013/2015 garante avanços nos direitos e conquistas para a categoria
17 de outubro de 2014 | Autor: Direção do SINTERN
Fonte: Direção do SINTERN

Os cosernianos sentem os reflexos positivos da luta desencadeada pelo SINTERN no ano de 2013 pela ampliação de seus direitos e conquistas. O Acordo Coletivo de Trabalho – ACT 2013/2015 assegurou os avanços dos benefícios da categoria para este ano.

Participação - Em decisão em assembleias realizadas em todo o estado, a categoria aprovou o Acordo Coletivo de Trabalho - ACT 2013/2015. Hoje os resultados da negociação mostram que a escolha foi acertada, pois a conjuntura atual é desfavorável aos trabalhadores.

Para obter conquistas e avanços não foi fácil.  A pressão dos trabalhadores com participação em massa nas paralisações, nas assembleias e nas articuçaões sindicais foi de uma importância significativa. Permitindo que as negociações avançassem para  atendimento das reivindicações da categoria. Com união, determinação e mobilização, os cosernianos mostraram de forma decisiva que estavam na luta pelos seus direitos e conquistas. Diante da mobilização dos trabalhadores, a COSERN atendeu as reivindicações tornando possível a aprovação do Acordo Coletivo Trabalho - ACT 2013/2015. 

Articulação – É importante ainda destacar a importância da articulação sindical do SINTERN, SINERGIA/BA e SINDURB/PE, que em conjunto fortaleceram e consolidaram a Intersindical Neonergia.

Prova disto é que a Intersindical Neoenergia conseguiu através de negociações exaustivas no Rio de Janeiro conseguiu avançar nos benefícios e conquistas dos trabalhadores da CELPE, COELBA e COSERN. As mobilizações realizadas pelos trabalhadores nas três empresas tiverem o efeito esperado. Este é o melhor exemplo do que a união, determinação e a mobilização da categoria será sempre o contra ponto as intransigências do Grupo Neoenergia na mesa de negociação.

Dissídios – Nem tudo é motivo de comemoração. A COSERN continua a não reconhecer os direitos históricos dos trabalhadores quando equivocadamente insiste em instaurar Dissídio Coletivo de algumas cláusulas.  Esta incompetência ou teimosia vai custar caro para COSERN, pois todos os julgamentos, no TST e no STF, têm sido favoráveis aos trabalhadores.

Agradecimentos - A categoria reconhece o trabalho desenvolvido pela a comissão laboral na mesa de negociação. Não é fácil defender por várias horas em longas reuniões a legitimidade do pleito dos cosernianos diante das dificuldades impostas pela bancada patronal.

Estes companheiros abdicam de seus interesses pessoais e familiares em prol da luta coletiva. Infelizmente, não foi possível fazer com que a COSERN atendesse a todos os pleitos. Mas fica o reconhecimento e a gratidão a todos, pelos esforços empreendidos pela comissão dos trabalhadores na mesa de negociação.

 

Cada trabalhador poderá fazer avaliação sobre o Acordo Coletivo de Trabalho - ACT 2013/2015. Confira aqui.