Cosernianos ganham mais uma batalha judicial nos Dissídios Coletivos
23 de dezembro de 2014 | Autor: Direção do SINTERN
Fonte: Direção do SINTERN

Os trabalhadores da COSERN ganharam mais uma importante batalha judicial no Tribunal Superior do Trabalho - TST para garantir seus direitos e conquistas nos Dissídios Coletivos 2009/2010 e 2010/2011. O diretor do SINTERN, Pedro Damásio, juntamente, com a assessoria jurídica sindical, acompanhou o julgamento realizado no dia 15 de dezembro, onde a Ministra Dora Maria da Costa, relatora dos 02 recursos interpostos pela COSERN, conheceu os mesmos e deu provimento parcial.

Das cláusulas em discussão a Ministra excluiu a cláusula que assegura a AJUDA PARA LAZER DOS EMPREGADOS. Portanto, a cláusula suprimida está assegurada no Edital de privatização, o SINTERN aguardará a publicação do Acórdão para interpor recurso visando restabelecer na Sentença Normativa a cláusula suprimida. As demais cláusulas estão todas asseguradas.

A COSERN coleciona derrotas jurídicas nos Dissídios Coletivos e em todas instâncias, porém, continua a litigar de forma descabida e inconsequente para tentar com todas as manobras jurídicas possíveis adiar a vitória dos trabalhadores. É desta forma vergonhosa que a Empresa continuar a reconhecer e valorizar os cosernianos. 

A Companhia  está em uma cruzada para minimizar a sua derrota iminente. Entretanto, os trabalhadores continuam unidos a sua luta determinada pelo reconhecimento de seus direitos.

Os cosernianos interessados em acompanhar os trâmites processuais do Dissídio Coletivo podem acessar o site www.tst.gov.br  através da seguinte numeração:

 

RO - 194500-13.2010.5.21.0000 referente ao dissídio 2009/2010

RO - 17400-37.2011.5.21.0000 referente ao dissídio 2010/2011.