Números apresentados pela COSERN não representam a realidade
30 de outubro de 2015 | Autor: Direção do SINTERN
Fonte: Direção do SINTERN

A COSERN utiliza indicadores econômicos que não demonstram a realidade do setor elétrico. O Grupo Neoenergia tem seu desempenho neste ano semelhante ao verificado no ano passado e a projeção para 2016 deve ser ainda melhor. Isto porque o investimento previsto para a Empresa em 2016 é de R$ 200 milhões. Em 2017 é da ordem de 270 milhões. Ninguém investe em um negócio para ter prejuízo.

O presidente da COSERN, Luiz Antonio Ciarlini, tem dito aos trabalhadores em suas reuniões com os trabalhadores que “a Empresa é viável”. Assim sendo, que a comissão patronal venha para a mesa de negociação com o mesmo espírito otimista, pois quem possui um quadro de empregados como o da COSERN que conquista prêmios, inclusive prêmios nacionais e internacionais, merece todo o empenho no atendimento de suas reivindicações.

Os números apresentados pela COSERN são de indicadores globais da economia nacional. Os dados da Empresa e da Neoenergia correspondem outra realidade. As tarifas foram reajustadas quatro vezes neste ano totalizando 47%, o número de consumidores aumenta, a lucratividade está em alta, produtividade em crescimento, a venda de energia neste ano já supera a do ano passado... 

Desafiamos o Grupo Neoenergia a publicar quanto foi o remetido para a Sede da Iberdrola na Espanha em dividendos e juros sobre capital próprio.

A verdadeira crise está na falta de ética e compromisso da COSERN em  reconhecer que os trabalhadores precisam da contrapartida pela sua dedicação para que Empresa alcance o excelente desempenho operacional e financeiro.