Proposta vergonhosa da Neoenergia!
11 de novembro de 2015 | Autor: Intersindical Neoenergia
Fonte: Intersindical Neoenergia

CLÁUSULA PRIMEIRA – VIGÊNCIA DO ACORDO

Proposta da Neoenergia: Concorda com um ano (Fechado)

CLÁUSULA SEGUNDA – ESTABILIDADE NO EMPREGO PARA PRÉ-APOSENTADORIA, SEJA DO INSS, SEJA

DAS FUNDAÇÕES.

Proposta da Neoenergia: MANTER ACT

Proposta da Intersindical: MANTER PAUTA

CLÁUSULA TERCEIRA – REFEIÇÃO SUBSIDIADA/VALE ALIMENTAÇÃO

Proposta da Neoenergia: REAJUSTE DE 5,5%

Proposta da Intersindical: MANTER PAUTA

CLÁUSULA QUARTA - REAJUSTE SALARIAL

Proposta da Neoenergia: 5% A PARTIR DE OUTUBRO DE 2015 E 2% EM JANEIRO DE 2016

 Proposta da Intersindical: 100%INPC e discutir ganho real

CLÁUSULA QUINTA – ABONO INDENIZATÓRIO A TÍTULO DE PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS E

RESULTADOS – PLR

Proposta da Neoenergia: R$ 600,00

Proposta da Intersindical: R$ 2.300,00

CLÁUSULA SEXTA – DA PARTICIPAÇÃO NO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA CELPE/NEOENERGIA

Proposta da Neoenergia: NEGADO

Proposta da Intersindical: MANTER PAUTA

CLÁUSULA SÉTIMA – DO ASSÉDIO MORAL/EXERCÍCIO DO PODER DISCIPLINAR

Proposta da Neoenergia: MANTER ACT

Proposta da Intersindical: CONCORDA

CLÁUSULA OITAVA – PLANO DE CARGOS CARREIRA E SALÁRIOS – PCCS

Proposta da Neoenergia: Manter política de remuneração(Celpe/Coelba) e aprofundar na COSERN

Proposta da Intersindical: Formar uma comissão para ser discutido com a intersindical.

CLÁUSULA NONA – ANUÊNIO: ADICIONAL POR TEMPO DE SERVIÇO

Proposta da Neoenergia: MANTER ACT

Proposta da Intersindical: MANTER PAUTA

CLÁUSULA DÉCIMA – PISO SALARIAL

Proposta da Neoenergia: MANTER ACT- REAJUSTE ZERO

Proposta da Intersindical: MANTER PAUTA

CLÁUSULA DÉCIMA PRIMEIRA – GRATIFICAÇÃO DE FÉRIAS

Proposta da Neoenergia: MANTER ACT

Proposta da Intersindical: MANTER PAUTA

CLÁUSULA DÉCIMA SEGUNDA – UNIDADE SALARIAL, BENEFÍCIO MÍNIMO E CONTRIBUIÇÃO DAS

CELPOS, FAELBA E FASERN

Proposta da Neoenergia: MANTER ACT

Proposta da Intersindical: MANTER PAUTA

CLÁUSULA DÉCIMA TERCEIRA - EMPRÉSTIMO EMERGENCIAL

Proposta da Neoenergia: NEGADO

Proposta da Intersindical: MANTER PAUTA