COSERN prejudica aposentados do PADE nas negociações do Plano de Saúde
17 de junho de 2016 | Autor: Direção do SINTERN
Fonte: Direção do SINTERN

O SINTERN denuncia aos cosernianos que a COSERN prejudicou os trabalhadores na renovação contratual do Plano de Saúde com a UNIMED. Após exaustivas negociações, a Empresa unilateralmente separou o PADE do contrato único que existia anteriormente.

O PADE é nome do plano que  atende aos aposentados e seus dependentes. Esta atitude da COSERN prejudicou os aposentados e os que se aposentarão no futuro.

Mesmo diante das contra argumentações apresentadas na mesa de negociação pelos representantes do SINTERN, a COSERN estabeleceu que os aposentados no contrato PADE terão que negociar suas sinistralidades em separado. A Empresa ainda aboliu o valor unitário para este contrato ao instituir faixas de idade com valores diferenciados.

Importante ressaltar que a própria legislação, garante que o empregado que contribua com o plano de saúde, tem o direito de continuar tendo os mesmos benefícios caso se aposente, desde que requerida a  continuidade em até 30 dias da assinatura do termo de rescisão do contrato de trabalho e tem contribuído com o plano por mais de 10 anos.

A COSERN é um poço de insensatez ao interromper a forma com que vinha, ao longo dos anos, negociando os contratos com a UNIMED, FASERN e o SINTERN, ou seja, encontrando solução para que os contratos não sejam onerosos para seus usuários. 

A COSERN, além de desrespeitar as negociações passadas, ainda feriu a própria Lei 9656 de 03/06/1998 que garante os mesmos benefícios para quem participou e contribuiu por mais de 10 anos para o plano de saúde. A Empresa descumpre promessas feitas para os empregados de que, «se aposentassem, pois mesmo arcando perdas com o fator previdenciário, teriam garantido o plano de saúde», o que a Companhia não vai mais cumprir.

O SINTERN defende a posição dos trabalhadores em relação ao PADE e a todos que compõem os contratos com a UNIMED. O Sindicato não concorda com a injustiça que a COSERN praticou com os trabalhadores.

Lembrem-se que o problema enfrentado pelos  aposentados hoje, será o problema dos empregados no amanhã ou talvez quem sabe pior, pois se a COSERN conseguir separar o contrato do PADE do contrato dos empregados da Empresa ao se aposentar no futuro, o hoje empregado poderá ter que pagar um preço que será próximo ou igual ao de mercado. Desta forma, qual será o seu futuro em relação a sua saúde? Futuro incerto!

O SINTERN conta com o apoio dos empregados e dos aposentados do PADE para enfrentar mais um luta visando a garantir os direitos assegurados em lei. Tem que ser considerado que o custo do plano de saúde dos empregado da COSERN é ifinitamente menor do que as outras empresas do Grupo Neoenergia.

Por tanto, o SINTERN convoca os aposentados do PADE e os empregados da COSERN para a assembleia que deliberará sobre as ações contra esta absurda decisão da COSERN.