Fora Temer toma as ruas de Natal
22 de maio de 2017 | Autor: Centrais Sindicais
Fonte: Centrais Sindicais

Depois da divulgação de gravações em que o presidente Michel Temer (PMDB) apoia o pagamento de propina para silenciar o ex-deputado Eduardo Cunha, e ainda a prova de que o presidente liberou informações sigilosas do Copom para a JBS, a população foi às ruas exigir sua renúncia. Os trabalhadores em saneamento e meio ambiente do RN engrossou a manifestação em Natal, em protesto que ocorreu no dia 19/05, no cruzamento das ruas Bernardo Vieira e Salgados Filho.

O intuito do Ato é exigir a saída do presidente Michel Temer e que junto com eles caiam todas as Reformas que visam retirar direitos da classe trabalhadora, bem como a revogação da lei da terceirização. Estudantes e alguns partidos políticos também pediam eleições diretas.

O caminho para o fim da instabilidade política que vive o país hoje é a realização de novas eleições diretas. Antes mesmo de estourarem os escândalos envolvendo o ilegítimo presidente Michel Temer, na semana passada, os brasileiros já haviam sinalizado a favor das Diretas Já. Segundo pesquisa do Datafolha realizada no final de abril, para 85% da população, o Congresso deveria aprovar uma mudança constitucional para permitir eleições diretas já.

A pesquisa também mostrou que a gestão Temer tinha 61% de avaliação ruim ou péssima e 28% regular. O próprio presidente, na época, disse ao jornal Folha de S. Paulo que tinha consciência de sua impopularidade, causada, entre outros fatores, pelas propostas das reformas da Previdência e Trabalhista. A pesquisa foi feita ouvindo 2.781 pessoas em 172 municípios, com margem de erro de 2 pontos. Pesquisas seguintes mostraram o aumento desse índice de reprovação.

Pelo menos metade das capitais do País foi palco das mobilizações. Além de Fortaleza, São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Curitiba, Porto Alegre, Florianópolis, Belo Horizonte, Recife, Salvador, Natal, João Pessoa, Manaus e Aracaju.