SINTERN participa do 1° Encontro Nacional da Juventude, LGBT e Pessoas com Deficiência da FNU e CNU
02 de agosto de 2017 | Autor: Direção do SINTERN
Fonte: Direção do SINTERN

O SINTERN enviou o seu diretor sindical Adijailson Ferreira de Moura (conhecido por Nenen Som) para representar a categoria no  1º Encontro Nacional da Juventude, LGBT e PNE da Federação Nacional dos Urbanitários e da Confederação Nacional dos Urbanitários, no Rio de Janeiro. O evento realizado nos dias 06 e 07 de julho, no Rio de Janeiro, com o objetivo de ampliar a participação do jovem na luta urbanitária.

“A participação da juventude no movimento sindical é importante para renovar a disposição de luta com novas ideias e ações diante dos vários desafios que se apresentam. O Encontro serviu para discutir formas de atrair de forma ousada com novas ferramentas esse contingente para as entidades”, disse Adijailson Ferreira.

“Os debates destacaram que a crise de representação atinge a todos, inclusive os movimentos populares, portanto, é preciso entender esse jovem, seus desejos e perspectivas, como trabalhadores, para assim fazê-los refletir sobre a sua importância na mudança da sociedade. Será preciso que o movimento sindical vá além dos seus limites”, afirmou Adijailson Ferreira destacando que “uma boa experiência é o chamado sindicato cidadão, de maior interação com a sociedade e suas demandas”.

Ainda foram debatidas a juventude a conjuntura política nacional e o Preconceito de gênero, de Raça e a Diversidade Sexual; e a Inclusão da Juventude Portadora de Necessidades Especiais no Mercado de Trabalho. 

As falas dos participantes foram de denuncia sobre o preconceito  que as pessoas com deficiência e a população LGBT, especialmente nos locais de trabalho em muitas empresas do ramo urbanitário sofrem. Existiu o consenso de que é preciso avançar e discutir com as novas gerações a necessidade de se aceitar o outro, o diferente, para se construir uma nova realidade.

Durante os debates sobre esse tema o presidente da FNU, Pedro Blois, assumiu o compromisso com o plenário de realizar em breve um encontro exclusivo sobre as pessoas com deficiência e LGBTs. Essa ação mostra a disposição da Federação de dialogar com todos os segmentos dos trabalhadores e suas demandas.