O futuro está no voto: 2018 é ano de eleições
22 de dezembro de 2017 | Autor: Direção do SINTERN
Fonte: Direção do SINTERN

Os desmandos do governo Temer e suas reformas que retiram direitos e conquistas dos trabalhadores tem repercussão nas ruas e mais ainda nas urnas em 2018. Os deputados e senadores que votarem contra a classe trabalhadora não podem ser reeleitos. 

Os trabalhadores devem apoiar e votar em candidatos que estejam comprometidos com projeto popular e democrático que atendam os reais interesses da população.

Cada trabalhador tem em 2018 esta missão. Não se pode ser omisso a tamanha agressão as conquistas históricas.

Já se articula para o início do próximo ano a aprovação da Reforma da Previdência que acaba com as aposentadorias dos trabalhadores. Já deram o golpe no presente com a reforma trabalhista e agora querem acabar com o futuro com a reforma previdenciária.

O fim dos retrocessos depende do povo em 2018. Será com mobilização que o projeto popular e democrático saia vitorioso nas eleições. Só assim poderá ser garantido novamente os direitos da classe trabalhadora.