Trabalhadores serão convocados para discutir em assembleia financiamento da luta
22 de dezembro de 2017 | Autor: Direção do SINTERN
Fonte: Direção do SINTERN

A direção do SINTERN vai em breve convocar os trabalhadores para assembleias que serão realizadas em todo o Estado para discutir e encaminhar o financiamento da luta da categoria. Até a segunda quinzena de janeiro, o Sindicato vai colocar em pauta a discussão sobre o imposto sindical que é uma das formas de sustentação da entidade em suas atividades de representação e organização de luta da categoria.

As principais fontes de receita são: o imposto sindical (correspondente a um dia de trabalho no ano) e assistencial (de percentual variado, fixado no acordo coletivo), além das mensalidades dos sócios. Com a entrada em vigor da Reforma Trabalhista, o imposto sindical não foi extinto, mas passou a ser opcional e é cobrada no mês de março para a categoria. Daí a necessidade de discutir com os trabalhadores as mudanças no financiamento da luta.

Sob o discurso de "modernização", a Reforma Trabalhista tenta asfixiar financeiramente as entidades sindicais para acabar com a capacidade reação dos trabalhadores frente aos ditames patronais.

A Classe Trabalhadora levou mais de uma década para implementar as condições de negociação nas convenções e acordos coletivos em curso. Com a legislação alterada no nível como foi proposto, a categoria terá que agir para fortalecer o Sindicato para que não fique tão vulnerável quanto reforma a prevê.