A palavra do presidente
11 de janeiro de 2010 | Autor: Direção do SINTERN

Passamos pelo final do ano, momento de comemoração pelo nascimento do menino Jesus e também de reflexão, para se fazer um balanço da luta do nosso Sindicato ao longo do ano passado.


    A luta pela preservação dos empregos e o fim da terceirização tem demandado muito esforço da nossa parte. O término do contrato da ESEL com a COSERN deixou bem claro o nível de precarização na relação de trabalho. Trata-se de uma verdadeira afronta aos direitos trabalhistas, tais como o não pagamento de horas extras e da periculosidade sobre a sobre a remuneração, férias gozadas e não pagas, entre tantos outros problemas. Só nos restou buscar o pronunciamento da Justiça do Trabalho para minimizar essa verdadeira escravidão.


    A demonstração da Rede Intersindical do SINTERN, SINDURB/PE, SINERGIA/BA e FNU, agora em outro patamar, com as Comissões Obreiras da Espanha foi um passo importante na nossa organização tendo em vista a necessidade de nos fortalecermos frente a um poderoso grupo econômico como o Neoenergia.


    As negociações visando o ACT 2009/2010 foram mais céleres. A Intersindical teve um papel importante nas articulações no Congresso Nacional e quando da negociação com a Neoenergia visando o fechamento do ACT. As mobilizações e o trabalho da comissão de negociação merecem o devido destaque, todos os seguimentos da empresa estão nela representados. As mobilizações da categoria mostraram que podemos avançar.


    Por fim, os agradecimentos aos nossos sócios(as) que contribuíram com suas mensalidades e as taxas de fortalecimento sindical para tornarem a luta uma realidade. Vencemos batalhas importantes.


    Não temos o melhor acordo, mas temos o que foi possível. Enfrentar um gigante como a Neoenergia não é uma tarefa fácil, pois requer da nossa parte, quanto direção, uma dose extra de motivação, é uma luta desigual e até desumana, só recompensada muitas vezes quando um trabalhador ou trabalhadora bate no nosso ombro e diz simplesmente “valeu!”


    A todos e todas que fazem o SINTERN nosso muito obrigado e um feliz 2010.

José Fernandes de Sousa
Presidente do SINTERN