Velho e novo: as castas da COSERN
21 de maio de 2010 | Autor: Direção do SINTERN
Fonte: Direção do SINTERN

Na realidade o que o Superintendente falador pretende é criar duas castas na COSERN, um de empregados novos e outra de empregados velhos. Será que os velhos já foram novos? E será que os novos terão a felicidade de um dia serem velhos?


    Enganação - Os empregados taxados de novos pelo Superintendente, que se cuidem, pois o objetivo é fazer promessas que nunca serão cumpridas, e explorar o empregado prometendo promoções e gestorias que nunca se concretizam.


    Empregado novo, abra o olho, pois o tratamento é do Grupo Neoenergia, vejam o resultado da CELPE e da COELBA, essas empresas não têm Reclamação Trabalhista de promoções (letras). E por que os empregados dessas empresas não são promovidos? A insatisfação é grande, tanto lá como aqui, com a palavra o Superintendente falador, que vive nos corredores a afirmar que os empregados da Cosern, inclusive os novos, não são promovidos em razão da Reclamação Trabalhista (letras), contra fatos e dados não há argumentos.


    Cômico - Sim, tem mais uma! Um empregado da fiscalização afirma: “O Superintendente mal fala com a gente, mas depois do resultado da pesquisa de clima, ele foi ao nosso setor conversar com os trabalhadores e mandou consertar o arcondicionado, que estava com defeito há mais de 4 meses, foi a única mudança de clima que foi observada.