Nada de avanços nas reivindicações dos trabalhadores
26 de novembro de 2010 | Autor: Direção do SINTERN
Fonte: Direção do SINTERN

Está provado que a COSERN não está disposta a resolver as demandas dos seus empregados. Em mais uma rodada frustrante para a bancada dos trabalhadores, o que se ouviu foi a empresa colocar seus argumentos falaciosos para não atender as reivindicações da categoria.

    Após longo e duro debate com os representantes patronais, apenas duas cláusulas foram acordadas: 33ª Ajuda Assistencial Sindical e 34ª Dobra e Troca de Turno. Até o presente momento foram 22 cláusulas negociadas sem que a COSERN tenha desembolso financeiro financeira.

    Por solicitação do SINTERN à COSERN, um representante da Fasern compareceu a reunião de negociação para apresentar o cálculo da contribuição financeira mensal paga pelos empregados à Fundação. Foi o primeiro passo, para se processar as alterações necessárias a fim de elevar o valor das contribuições e, conseqüentemente, dos benefícios .

    Ao final da reunião, a COSERN apresentou a seguinte proposta econômica considerada pelo Sindicato muito distante da reinvindicação:

>> Reajuste salarial: 6%;
>> Abono: R$ 1.120,00
>>Ticket-alimentação: reajuste de 6% + metade do 13o talão.

    Será necessário intensificar a mobilização para buscar melhores condições salariais para a categoria.

    Na próxima segunda-feira, dia 29 de novembro de 2010, às 7h30min, haverá nova assembléia em frente ao Atendimento ao Consumidor da COSERN. também na próxima segunda-feira será  realizada em Salvador/BA  reunião do Comitê da Intersindical Neoenergiacom a presença  dos dirigentes sindicais do SINTERN, SINDURB/PE e SINERGIA/BA para definir as ações da Campanha Unificada. Representarão o SINTERN nesta reunião, os companheiros Pedro Damásio e Zenóbio Rego.

    Sem luta, não haverá avanços! Junte-se aos que defendem a ampliação dos direitos e benefícios dos trabalhadores.