Funcionários da Cosern fazem manifesto e ameaçam greve
29 de novembro de 2010 | Autor: DN Online
Fonte: DN Online

Os funcionários da Companhia Elétrica do Rio Grande do Norte (Cosern) organizaram, na manhã desta segunda-feira (29), um ato público em protesto aos salários e condições de trabalho na empresa.

O Sindicato dos Eletricitários do RN (Sintern), representante da categoria, alega que a empresa não está querendo atender às reivindicações dos funcionários. Eles reclamam dos salários pagos pela Companhia e das condições de trabalho.

De acordo com o presidente do sindicato, José Fernandes de Sousa, a Cosern tem condições de atender às reclamações da categoria. José Fernandes diz que, até outubro deste ano, a Companhia Elétrica já obteve um lucro bruto de um bilhão e 300 milhões de reais e que, até o fim de 2010, este número deve chegar a 1,5 bilhões. “É uma vergonha uma empresa com lucros exorbitantes como estes pagar salários de R$ 600,00 aos seus empregados”, reclama.

O sindicalista revela ainda que o número de funcionários é muito pouco para prestar o serviço de forma satisfatória à demanda estadual. “São apenas 730 trabalhadores para atender a um milhão e 100 mil consumidores em todo o RN”, conta. A posição do Sintern é de que, caso a categoria são seja atendida, haverá paralisação.

Segundo a assessoria de comunicação da Cosern, a empresa afirma estar negociando com a categoria e creditar ter evoluído neste ponto. A Companhia diz que os serviços estão sendo mantidos, sem prejuízos aos usuários.

Por outro lado, o sindicato continua a afirmar que o que se tem colocado pela empresa nas reuniões não se traduz em ganhos para a categoria. Os sindicalistas afirmam que a Companhia pretende manter a o acordo atual, o que não é de interesse dos funcionários.

Hoje, estão sendo realizadas manifestações, simultâneas, também na Bahia e em Pernambuco, estados onde atual o grupo Neoenergia, responsável pela Cosern.

 

Clik aqui para ver a notícia