Cosern // Trabalhadores paralisarão atividades
13 de dezembro de 2010 | Autor: Diário de Natal
Fonte: Diário de Natal

Os trabalhadores da Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern) decidiram dar continuidade à paralisação de advertência de 48 horas. A suspensão dos serviços está mantida para esta terça e quarta-feira, 13 e 14, "após o fracasso das negociações envolvendo os diretores do Sinte-RN, Sindurb/PE e SINERGIA/BA com a representação do Grupo Neoenergia realizada na última sexta-feira, dia 8", informou a assessoria de comunicação do Sinte-RN. A paralização será realizada de forma simultânea pelos trabalhadores da Cosern, Celpe e Sinergia/BA.

Em nota enviada à imprensa, a categoria coserniana disse que "vai permanecer mobilizada em frente a empresa enquanto durar a paralisação. A adesão dos trabalhadores tem aumentado a cada mobilização da categoria". Os eletricitários estão dispostos a dar continuidade ao movimento paredista para que a Cosern conceda os 16% de reajuste salarial, abono no valor de R$ 3 mil, 13 talões mensais de vale-refeição no valor de R$ 25 e mais contratações para o quadro de pessoal.

"É uma vergonha para a Cosern deixar que os trabalhadores cheguem a esta situação. A Empresa tem uma lucratividade de R$ 317 mil por trabalhador e tem uma produtividade de aproximadamente 1,5 mil consumidores por funcionário. E o que a categoria recebe em troca? Migalhas espelhadas em uma proposta de 5,39% oferecida pela Companhia", continuou.

Possível greve

Ainda segundo o Sinte-RN, não está descartada a deflagração de greve por tempo indeterminado caso as reivindicações não sejam atendidas. "Os trabalhadores também exigem respeito e valorização profissional através da implantação de um Plano de Cargos e Salário, ampliação da estabilidade pré-aposentadoria para 36 meses, mais recursos para a Fundação de Previdência e também para o plano de saúde", informou. Com a paralisação das atividades todos os serviços da Cosern ficam comprometidos para a população. Até o fechamento desta edição, não foi possível entrar em contato com a Cosern.