Trabalhadores pressionam a Cosern
14 de dezembro de 2010 | Autor: Tribuna do Norte
Fonte: Tribuna do Norte

Os trabalhadores da Cosern decidiram paralisar as atividades -mais uma vez – na quinta e sexta-feira para pressionar o Grupo Neoenergia a aceitar as reivindicações da categoria. A paralisação afetará, entre outros, os setores de atendimento ao consumidor, operacionalização de subestação, financeiro.

A Cosern tem 730 funcionários no RN, sendo 250 só em Natal. Durante todo o dia de ontem, cerca de 200 deles cruzaram os braços. “Por enquanto essa paralisação não está prejudicando os consumidores. O serviço de atendimento ao público, por exemplo, está sendo feito, mas de maneira lenta. O que deveria demorar 40 minutos, está sendo resolvido em uma hora. Mas se a Cosern não aceitar nossas propostas, vamos paralisar por tempo indeterminado. Aí sim poderá prejudicar, inclusive o fornecimento de energia no RN”, disse o presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Elétricas e Empresas prestadoras de Serviços no Setor Elétrico do RN (SINTERN), José Fernandes.

Entre as reivindicações da categoria estão o reajuste salarial de 16%, um abono no valor de R$ 3 mil, vale refeição e a contratação de mais funcionários, pois nos últimos anos a Cosern dobrou o número de consumidores e continua com o mesmo número de funcionários.

“A Cosern nos ofereceu apenas 6% de reajuste e um abono de R$1.200,00. Eles dizem que não tem condições de contratar mais profissionais e nem cobrir nossa proposta. Mas a gente não acredita porque só este ano a empresa teve um lucro  de cerca de R$250 milhões”, alegou José Fernandes.

A TN tentou contato com a Cosern que informou que está em negociação com os funcionários para chegar no melhor acordo para as duas partes.