Seminário alinha objetivos de luta da Campanha Salarial 2011/2012
27 de setembro de 2011 | Autor: Intersindical Neoenergia
Fonte: Intersindical Neoenergia

Ao final do Seminário, os dirigentes sindicais realizaram um debate sobre a pré-pauta que será apresentada aos trabalhadores nas assembléias no dia 30 de setembro de 2011 em horário e local que serão definidos por cada Sindicato. Esta pré-pauta foi definida a partir dos dados das pesquisas.


    Uma comissão composta por Paulo Barateiro (SINTERN), André Luiz (SINDURB/PE), Edson Monteiro (SINDURB/PE) e José Paixão (SINERGIA/BA) apresentou os pontos que serão defendidos na Campanha Salarial Unificada em 2011/2012:

 

Pauta da Campanha Salarial Unificada 2011/2012

>> Reajuste Salarial: Receita/Empregado + índice = 14,4% (ICV/DIEESE);
>> Tiquete: R$ 26,63 x 25 x 13 com desconto unificado = 1%;
>> Abono: R$ 3.500,00;
>> Estabilidade: pré-aposentado (60 meses sem condicionante);
>> Vigência do Acordo: anual para 1º de outubro;
>> Unificação das diárias: pelo maior valor pago entre as empresas;
>> Fundação: conselhos, diretor de benefícios - 100% contribuição empregado x empresa;
>> Auxílio Creche: nivelar pelo maior + reajuste;
>> Liberação para FRUNE: um por empresa;
>> No conselho de administração as três empresas: unificar o direito a voto para todos s trabalhadores.

Eixos da Campanha Unificada

>> PCCS;
>> Plano de Saúde;
>> Fim das terceirizações;
>> PR + L  (Participação nos Resultados + Lucros);
>> Reestatizar para baixar a  tarifa.


    No Evento, ainda foi alinhada a estratégia de negociação e definição da mesa de negociação. A coordenação Campanha Salarial ficará a cargo dos companheiros: José Fernandes (SINTERN), Cristina Costa (SINERGIA/BA) e André Monteiro (SINBURB/PE).


    Ficou acertado, ainda, o plano de mobilização conjunta envolvendo assembléias, atos públicos, entre outros.


    Toda ação sindical será divulgada com antecedência nos meios de comunicação impressos (jornais, panfletos e cartazes), eletrônicos (sites, e-mails e mensagens pelo celular) de cada sindicato. A mobilização ainda será amplamente divulgada na imprensa de cada estado.


    Será necessária a participação de todos os trabalhadores nas atividades sindicais. Juntos alcançaremos mais uma vitória! Vamos à luta!