Negociação entre acionistas não inibirá luta salarial
27 de setembro de 2011 | Autor: Intersindical Neoenergia
Fonte: Intersindical Neoenergia

Os trabalhadores da COSERN, COELBA e CELPE não tem nada haver com as negociações nos bastidores entre os acionistas majoritários (BANCO DO BRASIL, PREVI e IBERDROLA). As especulações de mercado não inibem a luta da Intersindical Neoenergia para manter e avançar as conquistas da categoria.


    As empresas, desde a privatização, têm suas rentabilidades crescentes com ganhos de produtividade. Portanto, os trabalhadores têm que lutar para incorporar a lucratividade das distribuidoras nos salários através do ganho real.


    O velho discurso do limite orçamentário não será aceito como desculpa para dificultar o atendimento das reivindicações. Os trabalhadores não fazem parte da elaboração destes números. Assim, a categoria não vai ficar subordinada aos orçamentos feito pelas empresas.


    A melhor resposta que a categoria pode dar à intransigência patronal é participar das atividades sindicais nos próximos meses. A mobilização mostra a unidade, determinação e a força dos trabalhadores para um ACT justo.