SINTERN e COSERN iniciam discussões sobre a pauta do ACT 2011/2012
26 de outubro de 2011 | Autor: Direção do SINTERN
Fonte: Direção do SINTERN

A segunda rodada de negociação realizada hoje, dia 26 de outubro de 2011, deu início aos debates sobre a pauta de reivindicações da categoria para o Acordo Coletivo de Trabalho 2011/2012. A bancada dos trabalhadores e a patronal concordaram em discutir cláusula por cláusula.


    Posicionamento - Os trabalhadores da COSERN convivem com a expectativa de que o clima entre a categoria e a empresa está se tornando mais ameno. Eles acreditam que esse fato contribuirá para a fluidez na negociação coletiva.
    Antes do debate propriamente dito, a representação dos trabalhadores falou da necessidade de recomposição salarial. Cerca de 95% da categoria encontra-se endividada devido a falta de uma política salarial coerente com as necessidades dos trabalhadores da COSERN.


    Saúde - Outro ponto abordado foi o Plano de Saúde. A Empresa estava descumprindo o que está pactuado no atual Acordo Coletivo ao passar despesas decorrentes por acidentes de trabalho para o Plano.


    O SINTERN questionou que dentro do Grupo Neoenergia o valor percapto/trabalhador do plano de Saúde da COSERN é o menor do Grupo Neoenergia. Para o Sindicato, a Empresa deveria ter uma maior participação financeira neste benefício.


    O Plano Odontológico também foi alvo de discussão, sobre tudo pela falta de convênios com clínicas no interior do estado. Outro ponto que tem causado descontentamento entre os trabalhadores é a não colocação de coroa dentária por parte do convênio acarretando no descumprimento do ACT pela COSERN.


    Luta - Foi cobrado também um posicionamento da COSERN sobre destino do pessoal que trabalha no Atendimento ao Consumidor face a terceirização deste setor. A Empresa manifestou que vai aproveitar o pessoal em outros serviços e setores e que ninguém será demitido em função destas mudanças.
    Também foi reivindicado a volta do contracheque uma vez que o documento emitido pela web não é aceito no comércio.


    Não será um Acordo fácil de chegar a um entendimento sobre as reivindicações dos trabalhadores. As dificuldades iniciais apresentadas pela COSERN mostram que a Empresa tem que melhorar a sua disposição para resolver as demandas dos trabalhadores.


    O SINTERN ainda defendeu a que os trabalhadores tenham total liberdade para participar das assembléias e mobilizações sindicais. Este ponto teve total concordância da Empresa que se comprometeu a reunir gestores e gerentes para garantir este pleito do Sindicato.


    Vamos à luta, pois as conquistas econômicas e sociais dependem da MOBILIZAÇÃO E PARTICIPAÇÃO dos trabalhadores.


    A representação dos trabalhadores foi composta por: Vicente de Paula Pitaguares Grilo; José Fernandes de Souza; Paulo Álvares Barateiro; Francisco dos Santos Borges; Liane Câmara Matoso Chacon; Iaponi de Oliveira; Roberval Pinheiro Borges Júnior e Adriano Medeiros (jornalista do Sindicato). Pela COSERN: Francisco Antonio Veiga de Medeiros; Clayton Urbano Freire e José Carlos Esquaiela.


    A próxima reunião está agendada para a quinta-feira, dia 3 de novembro, às 9h, no Hotel Pestana (a ser confirmado por ambas as partes). Aguardem a qualquer momento novas informações sindicais.

 

Click aqui para ver quadro de claúsulas discutidas no dia 26/10/2011